Naturismo

O naturismo ou nudismo é uma filosofia de vida adotada por pessoas que acreditam em valores de igualdade, respeito, contato com a natureza e amor ao próximo, onde buscam eliminar preconceitos e discriminações.

Segundo a Federação Brasileira de Naturismo, a filosofia existe desde o século XX na Alemanha em Hamburgo, onde surgiu o primeiro clube naturista do mundo. Popularizou-se após os anos 50, com a criação da Federação Internacional de Naturismo que disseminou o movimento nos países escandinavos, França, Holanda, Bélgica, EUA e Canadá.

No Brasil, o naturismo foi introduzido pela Vedete Luz Del Fuego (Dora Vivaqua), que o praticava na Ilha do Solque na Baía de Guanabara – RJ e permaneceu até a sua morte misteriosa em 1967. Ela declarou certa vez: Não existe indecência no corpo humano. Cobrindo-o com vestes, nós é que o tornamos cobiçado e nos excitamos pelo pensamento desviado.

Durante o regime militar, o naturismo ficou inibido, sendo praticado em pontos isolados e privados.

A partir dos anos 80, surgiu com força total em Camburiu-SC na Praia do Pino, onde um grupo de naturistas, resolveu criar a Federação Brasileira de Naturismo FBRN e um código de ética fundamentado nos princípios terapêuticos, de auto-respeito aos semelhantes e à natureza, onde são punidos com a expulsão aqueles que cometem faltas graves, como por exemplo, ter um comportamento sexualmente ostensivo, fotografar, gravar, filmar outros naturistas, sem permissão, causar constrangimentos ao exceder-se na ingestão de bebidas alcoólicas, e até mesmo deixar lixo em locais impróprios ou provocar danos à fauna e flora.

Entre as praias naturistas mais conhecidas no Brasil estão: Tambaba (PB); Praia do Pinho, Praia da Galheta e Pedras Altas (SC); Olho de Boi, Praia do Abricó, Brava e Jurubá (RJ); Barra Seca (ES) e Massarandupió (BA).
Existem aproximadamente 90 milhões de naturistas no mundo, dos quais 300 mil são Brasileiros.