Frente al-Nusra

Conhecida pelo nome de Jabhat al-Nusra, a Frente al-Nusra (Frente de Suporte para o Povo da Síria) é um grupo militar com proposta ideológica jihadista e sunita que atua na Guerra Civil da Síria e em outros conflitos como uma milícia extremamente agressiva. Sua criação ocorreu no mês de janeiro de 2012 a partir de soldados desertores, mercenários de diversas partes da Europa, entre outras pessoas com interesse de lucro na luta armada.

al nusraConsiderado pelos Estados Unidos como um grupo terrorista, o Jabhat al-Nusra estreitou laços de caráter logístico e ideológico com o comandante da al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, no início de 2013. Vista entres os próprios rebeldes como uma organização grande e bem estruturada, a Frente al-Nusra define-se como um braço armado na luta contra o presidente sírio.

Entretanto, o grupo é acusado de práticas terroristas que resultaram em muitas mortes no país. De acordo com dados publicados por ativistas de dentro de fora do conflito civil, a Frente al-Nusra estabelece de forma obrigatória uma visão rigorosa da lei islâmica nas áreas em que tem predomínio militar, maquiando essas atividades em nome da defesa do povo da Síria. O grupo pratica ações violentas de diversas formas. Utilizam carros-bombas, organizam ataques-suicidas com homens-bomba, iniciam incêndios em lojas de bebidas alcoólicas, executam profissionais de mídia e assassinam militares e figuras públicas.

Durante a Guerra Civil da Síria, a Frente al-Nusra organizou vários ataques contra alvos do governo. Em junho de 2013, o grupo foi responsabilizado por 57 dos 70 ataques no país durante o conflito. Um dos atos mais violentos da al-Nusra ocorreu no dia 23 de dezembro de 2011, quando coordenou dois bombardeios em Damasco, matando 44 pessoas e ferindo 166.

No dia dez de maio de 2012, através de um vídeo divulgado na internet, a Frente al-Nusra alegou ser responsável pelo ataque de 2011. Porém, naquele mesmo mês, uma espécie de porta-voz do grupo negou a responsabilidade por este ato terrorista, dizendo que as informações oficiais da frente só eram publicadas através de fóruns jihadistas.

De acordo com o jornalista Pepe Escobar, "a Frente al-Nusra é, de fato, o braço sírio da al-Qaeda no Iraque (AQI), marca terrorista registrada do falecido Abu Musab al-Zarqawi, também conhecida como Estado Islâmico do Iraque, depois que Zarqawi foi incinerado por um míssil dos EUA, em 2006. Até o Departamento de Estado sabe que o emir da al-Qaeda no Iraque, Abu Du’a comanda ambos os grupos, a AQI e a Frente al-Nusra, cujo emir é Abu Muhammad al-Jawlani".

Fontes:
http://www.atimes.com/atimes/Middle_East/OA11Ak01.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Al-Nusra_Front
http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2013/08/25/frente-al-nusra-exige-vinganca-por-suposto-ataque-com-armas-quimicas-na-siria.htm
http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/middleeast/syria/9735988/Syrian-rebels-defy-US-and-pledge-allegiance-to-jihadi-group.html

Arquivado em: Oriente Médio