Aprendizagem Significativa com base em Perrenoud

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Sempre abrir.

Este artigo traz discussões teóricas a cerca de uma articulação entre uma Teoria Educacional de Piaget e uma Teoria Científica de Kuhn, com consolidação nas proposições metodológicas de Perrenoud, avaliando seus resultados sob a perspectiva da prática docente. Assim, uma vez que se compreenda conceitos dessa natureza, obtém-se ferramentas para gradativa promoção de uma aprendizagem significativa que coloque o aluno na posição de protagonista de seu processo de construção do conhecimento.

Este autor (Perrenoud) propõe uma construção curricular formatada por Habilidades e Competências, “como ponto de partida para a atuação pedagógica do professor” (Perrenoud, 1999). Tal ação visa articular a realidade sócio-contextual do educando com as atividades propostas, e a partir dela desenvolver atitudes que integrem os conteúdos trabalhados em sala de aula. Dessa forma, Perrenoud define competência como “um conjunto de ações-proposições capazes de associar a realidade do fazer com a realidade do conhecer” (Perrenoud, 1995).

Essa proposição pode articular-se ao terceiro e quarto estágios de desenvolvimento cognitivo propostos por Piaget, quando considera a perspectiva de partir-se de algo concreto e moderadamente se desenvolver correlações associativas, e também pode articular-se às concepções de mudança de paradigmas científicos de Kuhn, quando prioriza a construção individual do conhecimento e considera o científico como não exato e passível de aprimoramentos.

Um currículo estruturado em Habilidades e Competências pode resgatar aspectos educacionais de extrema importância, como a interdisciplinaridade concreta, a adequação das temáticas trabalhadas à realidade contextual do educando, a consideração do conhecimento prévio deste educando como ponto de partida do processo de aprendizagem, atividades experimentais como meio de estimulação da aprendizagem e desenvolvimento conceitual e ainda noções de cidadania, quando este educando passa a compreender as informações científicas divulgadas como meio de um processo contínuo e transitivo. E ainda, um currículo estruturado em Habilidades e Competências pode também resgatar a identidade sócio-contextual de educandos e educadores à unidade de ensino na qual estão inseridos, uma vez que oferece maior autonomia para sua operacionalização.

Os fatores apresentados – (1) interdisciplinaridade concreta, (2) realidade contextual do aluno, (3) conhecimento prévio do aluno, (4) atividades experimentais e (5) noções de cidadania, podem ser compreendidos como aspectos básicos de uma Aprendizagem Significativa, com base nas proposições de Perrenoud. E, ainda de acordo com esse autor, está o ensino por Habilidades e Competências mais próximos dessa consolidação, uma vez que este permite que o educando torne-se o protagonista de seu próprio processo de aprendizagem, sob orientação atenta do professor.

Referências:                                                        
PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Editora Artmed: Porto Alegre, 1999.

Arquivado em: Pedagogia