Aprendizagem Significativa com base em Perrenoud

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Este artigo traz discussões teóricas a cerca de uma articulação entre uma Teoria Educacional de Piaget e uma Teoria Científica de Kuhn, com consolidação nas proposições metodológicas de Perrenoud, avaliando seus resultados sob a perspectiva da prática docente. Assim, uma vez que se compreenda conceitos dessa natureza, obtém-se ferramentas para gradativa promoção de uma aprendizagem significativa que coloque o aluno na posição de protagonista de seu processo de construção do conhecimento.

Este autor (Perrenoud) propõe uma construção curricular formatada por Habilidades e Competências, “como ponto de partida para a atuação pedagógica do professor” (Perrenoud, 1999). Tal ação visa articular a realidade sócio-contextual do educando com as atividades propostas, e a partir dela desenvolver atitudes que integrem os conteúdos trabalhados em sala de aula. Dessa forma, Perrenoud define competência como “um conjunto de ações-proposições capazes de associar a realidade do fazer com a realidade do conhecer” (Perrenoud, 1995).

Essa proposição pode articular-se ao terceiro e quarto estágios de desenvolvimento cognitivo propostos por Piaget, quando considera a perspectiva de partir-se de algo concreto e moderadamente se desenvolver correlações associativas, e também pode articular-se às concepções de mudança de paradigmas científicos de Kuhn, quando prioriza a construção individual do conhecimento e considera o científico como não exato e passível de aprimoramentos.

Um currículo estruturado em Habilidades e Competências pode resgatar aspectos educacionais de extrema importância, como a interdisciplinaridade concreta, a adequação das temáticas trabalhadas à realidade contextual do educando, a consideração do conhecimento prévio deste educando como ponto de partida do processo de aprendizagem, atividades experimentais como meio de estimulação da aprendizagem e desenvolvimento conceitual e ainda noções de cidadania, quando este educando passa a compreender as informações científicas divulgadas como meio de um processo contínuo e transitivo. E ainda, um currículo estruturado em Habilidades e Competências pode também resgatar a identidade sócio-contextual de educandos e educadores à unidade de ensino na qual estão inseridos, uma vez que oferece maior autonomia para sua operacionalização.

Os fatores apresentados – (1) interdisciplinaridade concreta, (2) realidade contextual do aluno, (3) conhecimento prévio do aluno, (4) atividades experimentais e (5) noções de cidadania, podem ser compreendidos como aspectos básicos de uma Aprendizagem Significativa, com base nas proposições de Perrenoud. E, ainda de acordo com esse autor, está o ensino por Habilidades e Competências mais próximos dessa consolidação, uma vez que este permite que o educando torne-se o protagonista de seu próprio processo de aprendizagem, sob orientação atenta do professor.

Referências:                                                        
PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Editora Artmed: Porto Alegre, 1999.

Arquivado em: Pedagogia