Subsídios para Aulas: produção de um texto científico

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

A produção de um texto de caráter científico, o qual poderá abordar assuntos de qualquer disciplina acadêmica, leva em conta o fato da redação do texto ser pessoal, mas estar baseada em dados qualitativos e/ou quantitativos, podendo-se utilizar algumas citações. Abaixo são listados alguns tópicos que devem estar presentes em um texto de caráter cientifico, conforme objetivo principal da construção textual em ciências, aplicável a alunos de Ensino Fundamental ou Médio.

  1. O texto deverá conter de quatro a seis parágrafos (quarenta a sessenta linhas) sendo que no primeiro parágrafo deverá se abordar, de uma forma geral, o assunto sobre o qual o texto versará. Nos parágrafos intermediários deverá se desenvolver os temas listados no primeiro parágrafo, de modo a se propor uma explicação detalhada de cada um dos assuntos levantados previamente. Sendo que o último parágrafo deverá concluir o assunto, de uma forma geral, cabendo a inserção de palavras-chave, como, por exemplo: “a partir do que foi exposto”, ou, “em vista do que foi mencionado”, entre outros.
  2. O texto deve ser escrito em linguagem dissertativa, sendo que se deve evitar ao máximo opiniões pessoais, pois o mesmo estará baseado no levantamento de dados.
  3. São permitidas citações, as quais servem para complementar ou para introduzir um assunto, e geralmente trazem dados que não foram levantados pelo autor do texto. Esses dados podem ser de caráter qualitativo (demonstram argumentos) ou de caráter quantitativo (mostram valores).
  4. Não há um numero máximo de citações permitidas, mas o bom censo sugere que não se utilize mais do que uma citação por parágrafo, sendo que as citações devem ser utilizadas apenas com finalidade de explicitação de um argumento, devendo ser necessária à compreensão do texto.
  5. Ao final do texto científico, deve-se mencionar referências (bibliográficas, midiáticas, etc...), as quais apareceram de modo resumido nas citações e devem estar numeradas, na mesma ordem destas citações. Há a possibilidade de se mencionar uma referência que não se encontra nas citações (desta forma, esta não será numerada), sendo que o autor se valeu de uma leitura da mesma para composição do texto. Assim, poderá haver um maior número de referências do que de citações.
  6. Para começar o texto, o primeiro passo é tomar conhecimento do assunto a ser abordado. Sugere-se fazer anotações de tópicos a partir do material de consulta, os quais posteriormente poderão ser ordenados e então dar origem a um texto coeso e conclusivo.

Referências:
GALIAZZI, Maria do Carmo; GONÇALVES, Fábio Peres. A natureza pedagógica da experimentação: uma pesquisa na Licenciatura em Química. Química Nova, v.27, n.2.

Arquivado em: Pedagogia