Família Magnoliaceae

A família Magnoliaceae é composta por doze gêneros e, aproximadamente, 220 espécies. É um grupo relativamente antigo que atravessou muitos eventos naturais geográficos (eras glaciais, deriva continental e formação de montanhas) que contribuíram para a dispersão territorial ser bastante fragmentada. Para algumas espécies este fato ajudou a se aproximarem de outras da mesma família, mas para outras que foram isoladas após o acontecimento de algum evento natural isto não foi bom.

Podem ser encontradas com maior frequência na Ásia Tropical, na região temperada do Himalaia, no Japão, na Malásia e na Nova Guiné. Sendo que mais da metade dos exemplares estão situados no continente asiático, porém alguns estão nas Américas, incluindo o Brasil.

Depois de análises realizadas em caracteres morfológicos dos gêneros de Magnoliaceae, foi possível determinar que esta família deriva de um único ancestral comum. Morfologicamente pode-se perceber que as folhas são alternas, simples, em alguns indivíduos são ligeiramente lobadas. As inflorescências são solitárias, mas são exuberantes e notáveis. As sépalas e pétalas quase sempre se confundem entre si e formam uma estrutura floral que remete às flores de outras angiospermas basais, já que conforme avançam na escala evolutiva as peças florais vão ficando cada vez mais distinguíveis. Os estames estão presentes em grande quantidade, bem como os carpelos também, porém esses últimos são bem distintos. O fruto é uma estrutura de muitos folículos unidos que estão bem aderidos inicialmente, mas ao amadurecerem vão se abrindo na superfície inferior. Já as sementes possuem uma colorida camada carnosa que pode variar entre os tons de laranja e vermelho, porém isso só não ocorre no gênero Liriodendron. Os agentes polinizadores atraídos são, na maioria das vezes, besouros, mais uma vez a exceção é o gênero Liriodendron no qual a polinização ocorre por abelhas. As sementes da família são transportadas por aves, no entanto no gênero Liriodendron estas são dispersadas pelo vento.

Magnoliaceae não é uma família de grande relevância econômica, porém há o comercio das magnólias que são cultivadas para fins ornamentais. Na medicina tradicional chinesa há séculos são utilizadas as cascas de madeira da espécie Magnolia officinalis no combate à cólicas, dores abdominais, indigestão ou náuseas. A filogenia deste grupo ainda não foi totalmente elucidada.

Bibliografia:
http://www.botany.hawaii.edu/faculty/carr/magnoli.htm
http://http://en.wikipedia.org/wiki/Magnoliaceae