Família Solanaceae

Incluída na ordem Solanales, a família Solanaceae está distribuída em 10 gêneros e cerca de 3.000 espécies. O gênero Solanum é o maior contendo quase metade do total de espécies. Estes indivíduos podem ser facilmente encontrados na America do Sul, já que ocorrem principalmente por aqui. Com uma facilidade enorme de se adaptar, algumas espécies invasoras tem grandes chances de sucesso.

Solanaceae
Solanaceae
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Solanales
Família: Solanaceae

As solanáceas se dividem em três subfamílias:

  • Cestroideae: a característica desta subfamília é o fruto tipo cápsula, à exceção do gênero Cestrum onde o fruto é do tipo baga. As sementes são angulosas.
  • Solanoideae: A característica desta subfamília é fruto tipo baga e sementes planas, com um embrião curvo.
  • Anthocercideae: Já esta subfamília é bem pequena e seus representantes são australianos.

Todas as espécies podem ser encontradas na natureza sob a forma de ervas ou árvores, sendo que em alguns casos também podem ser trepadeiras. Morfologicamente elas não tem estípulas e suas folhas estão dispostas alternadamente. As folhas podem ser inteiras ou lobadas, mas serão quase sempre simples. As inflorescências das solanáceas são cimeiras paniculadas ou então racemos. Normalmente as flores são bissexuais, mas pode acontecer de alguns indivíduos serem unissexuais. São, na maioria dos casos, actinomorfas e tem um ovário súpero. Os estames são de tamanhos iguais entre si, a abertura da antera por onde serão liberados os grãos de pólen pode ser longitudinal ou poricida. Se longitudinal a abertura é ao longo da teca, se poricida é no ápice da teca que a abertura estará.

Normalmente o disco nectário está presente na base do ovário, mas em praticamente metade da família não há qualquer nectário. O gineceu tem dois carpelos que estão unidos, sendo a placentação do tipo axilar, e pode conter poucos ou muitos óvulos em cada lóculo.

Esta família é muito importante economicamente graças a seus integrantes: berinjela, pepino, batata, pimenta, tomate e tabaco. E esses são apenas alguns dos exemplos mais comercializados atualmente.

Bibliografia:
http://www.anatomiavegetal.ib.ufu.br/pdf-recursos-didaticos/morfvegetalorgaFLOR.pdf
http://www.freewebs.com/rapinibot/embriofitas/parte9.pdf
Ilustração: http://www.botany.wisc.edu/garden/UW-Botanical_Garden/Solanaceae.html