Menta

O gênero Mentha inclui cerca de 48 espécies, pertence à família Lamiaceae e à subfamília Nepetoideae. As espécies são popularmente conhecidas como mentas ou hortelãs, de acordo com a cultura de cada lugar.

São exemplares herbáceos, que podem ser encontrados pelos continentes europeu, africano, asiático, australiano e americano (de onde é originário). Desde há muito tempo este gênero tem feito parte do cotidiano de egípcios, gregos, romanos, americanos, e de tantas outras civilizações ao redor do mundo, desde a sua intensa disseminação. Quase sempre cultivados nos quintais das comunidades brasileiras por mulheres experientes e habilidosas que transmitem seus conhecimentos transgeracionalmente. O principal objetivo do cultivo da menta é medicinal, pois pode ser utilizada como anti-séptico natural, expectorante, aromatizante ou digestivo. Também são levadas em conta suas características ornamentais e condimentares. A coloração das folhas é um detalhe que chama a atenção: esverdeada ou roxa. Os frutos das mentas são do tipo cápsula, secos e pequenos, podendo ter uma ou mais sementes, até quatro normalmente.

Destas plantas são extraídos óleos essenciais e são encontrados ainda taninos, triterpenos, flavonóides e princípios amargos. Alguns desses óleos essenciais, como o mentol, por exemplo, são empregados na elaboração de alguns produtos odontológicos (cremes dentais, enxaguatórios bucais, fio dental, entre outros), alguns produtos alimentícios (balas refrescantes, condimentos culinários, bebidas alcoólicas, entre outros) ou ainda na indústria cosmética (óleos de massagem, cremes corporais e faciais, máscaras capilares, perfumes, entre outros). Entre os muitos usos da menta, há estudos que relatam que é um inseticida natural. O extrato que se retira das folhas tem propriedades repelentes (dependendo da concentração do extrato ele é letal aos mosquitos), por isso muito empregado nas lavouras, ou pelos colheitadores ou campistas.

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mentha
http://www.copacabanarunners.net/menta.html
http://www.criasaude.com.br/N2176/menta.html
http://www.infobibos.com/Artigos/2007_1/menta/index.htm