Grau dos adjetivos

Mestra em Letras e Linguística (UFG, 2016)
Licenciada em Letras-Português (UFG, 2009)

Ouça este artigo:

Os Adjetivos são palavras da Língua Portuguesa que dão nomes às características das pessoas, lugares, sentimentos e objetos. Consiste em uma classe de palavras que, além de especificar e caracterizar os Substantivos, estabelecem relações de tempo, de espaço, de finalidade, de procedência.

Os Adjetivos, assim como os Substantivos, são palavras variáveis e apresentam flexões de grau, número e gênero. Neste artigo trataremos sobre as flexões de grau.

Grau dos Adjetivos

As flexões de grau dos Adjetivos ocorrem quando se quer comparar ou intensificar as características dos Substantivos. Eles podem ser: Comparativos de Igualdade, de Superioridade e de Inferioridade, e Superlativos Relativo e Absoluto (Analítico ou Sintético).

  • Comparativo de Igualdade:

Exemplo: A apresentação de hoje foi tão boa quanto as outras.

  • Comparativo de Superioridade:

Exemplo: Aquele jogador é melhor do que seu adversário.

  • Comparativo de Inferioridade:

Exemplo: Aquele filme que assistimos ontem é pior do que o da semana passada.

Superlativos

Ocorrem quando pretende-se intensificar, em menor ou maior grau, as características dos Substantivos. Eles podem ser: Relativos ou Absolutos (Analítico/Sintético).

Superlativo Relativo

Sugere que determinado Substantivo apresenta características em maior ou menou grau se comparado aos demais.

Exemplos:

- Elionora é mais capacitada para esse trabalho do que as outras servidoras.

- Eva é menos simpática do que seu irmão.

Superlativo Absoluto

Sugere que determinado Substantivo apresenta uma características em excesso, podendo assumir a forma sintética ou analítica.

Superlativo Absoluto Analítico

Ocorre quando a variação de grau é feita por meio de um Advérbio

Exemplos:

  • muito chique
  • incrivelmente pobre
  • bastante calmo

Superlativo Absoluto Sintético

Ocorre pelo acréscimo de um sufixo ao Radical do Adjetivo.

Exemplos:

  • engraçado (maior grau) – engraçadíssimo
  • chique (maior grau) – chiquíssimo
  • pobre (menor grau) – paupérrimo

Leia com atenção a tabela a seguir com algumas formas eruditas de Superlativo Absoluto Sintético:

Acre - acérrimo Magro - macérrimo/magríssimo
Ágil - agílimo Maléfico - maleficentíssimo
Agradável - agradabilíssimo Manso - mansuetíssimo
Agudo - acutíssimo Mau - péssimo
Amargo - amaríssimo Miserável - miserabilíssimo
Amável - amabilíssimo Mísero - misérrimo
Amigo - amicíssimo Negro - nigérrimo/negríssimo
Antigo - antiquíssimo Nobre - nobilíssimo
Áspero - aspérrimo Pequeno - mínimo
Audaz - audacíssimo Pobre - paupérrimo/pobríssimo
Beneficente - beneficentíssimo Próspero - prospérrimo
Bom - boníssimo Provável - probabilíssimo
Capaz - capacíssimo Público - publicíssimo
Célebre - celebérrimo Rútico - rusticíssimo
Comum - comuníssimo Sábio - sapinetíssimo
Cristão - cristianíssimo Sagrado - sacratíssimo
Cruel - crudelíssimo Salubre - salubérrimo
Difícil - dificílimo São - saníssimo
Doce - dulcíssimo Sensível - sensibilíssimo
Eficaz - eficacíssimo Simpático - simpaticíssimo
Fácil - facílimo Simples - simplicíssimo/simplíssimo
Feliz - felicíssimo Soberbo - superbíssimo
Feroz - ferocíssimo Tenaz - tenacíssimo
Fiel - fidelíssimo Tenro - teneríssimo
Frágil - fragílimo Terrível - terribilíssimo
Frio - frigidíssimo Veloz - velocíssimo
Geral - generalíssimo Visível - visibilíssimo
Grande - grandíssimo/grandessíssimo volúvel - volubilíssimo
Horrível - horribilíssimo Voraz - voracíssimo
Humilde - humílimo/humildíssimo/humilíssimo Vulnerável - vulnerabilíssimo

 

Arquivado em: Português