Presente do subjuntivo

Graduada em Letras-Português (USP, 2011)

Os modos verbais relacionam-se a uma atitude comunicativa, expressa no enunciado. Assim, utiliza-se o modo subjuntivo quando se pretende exprimir dúvida, hipótese, incerteza, desejo, fatos eventuais ou mesmo irreais. Está ligado à vontade, imaginação ou sentimento daquele que as emprega, além de não ser preciso, em comparação ao indicativo.

Nesse sentido, o presente do subjuntivo designa um verbo no presente, mas dotado de imprecisão ou incerteza da ocorrência dos fatos e ações descritas. Tal noção temporal apresenta caráter mais subjetivo, ligado, muitas vezes, à expressão de um sentimento de quem fala.

Vejamos a seguinte comparação:

Eu desejo que sua vida seja muito feliz.
(presente do indicativo – exprime ação certa, positiva, concreta; afirmação)

Ainda que eu deseje que sua vida seja muito feliz...
(presente do subjuntivo – exprime incerteza sobre o que se diz; imprecisão)

O sentido da segunda oração – presente do subjuntivo – está incompleto, pois exige complemento. Isso se deve ao uso da conjunção subordinativa ainda que, obrigatória, nesse caso, e que liga uma oração à outra, numa relação de dependência. Exemplo: Ainda que eu deseje que sua vida seja muito feliz, não me esforçarei para que seja.

Vejamos alguns exemplos do emprego do presente do subjuntivo:

1. Pode indicar fato presente:

Sentimos muito que a casa esteja em tão más condições.

A última coisa de que precisamos no campeonato é de um time que jogue tão mal.

2. Ou fato futuro:

Que este teto caia sobre minha cabeça se aceitar que se case com esse homem!

Seja feita a vontade do Senhor!

O presente do subjuntivo apresenta os seguintes paradigmas de conjugação – e constitui-se apenas de forma simples:

Verbo cantar (-ar, 1ª conjugação)
1ª pessoa – singular Que eu cante
2ª pessoa – singular Que tu cantes
3ª pessoa – singular Que ele/ela cante
1ª pessoa – plural Que nós cantemos
2ª pessoa – plural Que vós canteis
3ª pessoa – plural Que eles/elas cantem

 

Verbo beber (-er, 2ª conjugação)
1ª pessoa – singular Que eu beba
2ª pessoa – singular Que tu batas
3ª pessoa – singular Que ele/ela bata
1ª pessoa – plural Que nós batamos
2ª pessoa – plural Que vós batais
3ª pessoa – plural Que eles/elas batam

 

Verbo seguir (-ir, 3ª conjugação)
1ª pessoa – singular Que eu siga
2ª pessoa – singular Que tu sigas
3ª pessoa – singular Que ele/ela siga
1ª pessoa – plural Que nós sigamos
2ª pessoa – plural Que vós sigais
3ª pessoa – plural Que eles/elas sigam

Bibliografia:

CUNHA, C.; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 6ª ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2013. 800 p.

CEGALLA, D. P. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. 48ª ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional. 2009. 696 p.

Arquivado em: Português