Narrador-personagem

Mestra em Literatura e Crítica Literária (PUC-SP, 2012)
Graduada em Letras (PUC-SP, 2008)

Publicado em 26/03/2019

O narrador personagem é aquele que participa da história. Ele pode ser um dos personagens principais ou ser apenas um personagem secundário. Sendo um porta-voz de histórias narradas em primeira pessoa, esse tipo de narrador apresenta relação intrínseca com os demais personagens.

Ao conhecer o universo narrado e ter familiaridade com as ações narrativas de todos os sujeitos que envolvem a trama, inclusive ele, o narrado personagem imprime na narração a sua subjetividade e a sua visão de mundo. Quando o narrador também é personagem, a ideia de mosaico ou quebra-cabeças fica comprometida já que ainda que ele não seja o protagonista, é ele quem induz as críticas e julgamentos provocados no leitor.

No tocante à estruturação, o escritor que lança mão de narradores personagens acaba trabalhando a linguagem literária em sua perspectiva metalinguística, afinal, às vezes nem o narrador sabe exatamente tudo o que se passa na subjetividade dos demais personagens e isso é resultado do primoroso trabalho narrativo do autor, que coloca o narrador em seu papel efetivamente de personagem, portanto, tomando conhecimento de algumas ações narrativas simultaneamente ao momento do próprio ato criativo da produção literária.

O narrador personagem atua como importante recurso narrativo do autor quando este quer que o leitor entenda o processo de articulação narrativa daquele. Em algumas produções, o narrador é o espelhamento concreto da produção artística do escritor.

Se o foco narrativo não recai necessariamente sobre o narrador personagem, as obras que são narradas por essa categoria podem adotar o discurso em primeira pessoa ou em terceira pessoa. E, mesmo quando narrado em terceira pessoa, o pacto entre leitor e narrador é imediato, uma vez que, depois do escritor, o narrador ainda é a entidade que sabe mais, e tem informações privilegiadas, sobre o que está sendo narrado.

Desta forma, a narrativa se dá por meio do ponto de vista parcial que o narrador possui e apresenta ao leitor, que não tem outro ângulo possível de acesso à história. Mesmo não tendo acesso total aos detalhes da narração, o narrador personagem ainda assim estabelece uma relação íntima com todos os elementos da narrativa.

As produções narradas por essa categoria adquirem, no decorrer da narrativa, um tom de suspense porque as ações vão sendo descobertas pelo narrador também no momento em que o texto literário vai se configurando.

Leia também

Arquivado em: Redação