Propionibacterium acnes

Propionibacterium acnes é uma espécie de bactéria Gram-positiva, anaeróbia, que consome as secreções produzidas pelas glândulas sebáceas e, quando entra em contato com os póros cutâneos, leva à inflamação dos folículos pilosos, resultando em lesões  popularmente chamadas de espinhas ou acnes. Além disso, também pode causar blefarite crônica e endoftalmite.

A exacerbada produção de sebo ou a obstrução dos folículos pilosos pode favorecer o crescimento e multiplicação da P. acnes. Estas, por sua vez, secretam muitas proteínas, incluindo enzimas envolvidas na digestão do sebo. Também possuem a capacidade de desestabilizar as camadas de células que compõem a parede do folículo. Como consequencia do dano celular, subprodutos tóxicos e restos bacterianos resultantes da rápida proliferação bacteriana, ocorre uma inflamação local.

Os tecidos afetados ficam mais susceptíveis à infecções secundárias em decorrência danos ocasionados pela P. acnes. Alguns agentes oportunistas encontrados são Staphylococcus e Corynebacterium.

A P. acnes também já foi encontrada em úlceras da córnea, em casos crônicos de endoftalmite e, em raros casos, nas válvulas cardíacas, levando à endocardite e artrite séptica. Também já foi observado nos locais de ventriculostomias e em áreas subcutâneas suturadas após craniotomia. É comum estar presente no sangue e no líquido cefalorraquidiano.

O extermínio desta bactéria é feito por meio do uso de antibióticos. Muitas pesquisas têm sido realizadas em busca do antibiótico mais adequado, e descobriu-se que a P. acnes é susceptível a diferentes classes de antibióticos, como a penicilina G. Esses testes são realizados na placa de Petri e sabe-se que no organismo há diferentes fatores que interferem na resposta do fármaco, podendo, portanto, não levar no indivíduo à resposta esperada.

Existem medicamentos tópicos que são capazes de matar a P. acnes, como o peróxido de benzoíla e o triclosan. Contudo, estes fármacos têm dificuldade de penetrar no folículo piloso onde a bactéria está causando problemas.

Outras opções de tratamento englobam o uso de retinóides tópicos, isotretinoína, tratamentos hormonais, fototerapia e tratamentos naturopatas.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Propionibacterium_acnes
http://www.ebi.ac.uk/2can/genomes/bacteria/Propionibacterium_acnes.html

Arquivado em: Reino Monera