Guaianases

A origem do bairro de Guaianases, localizado na Zona Leste da cidade de São Paulo e conhecido pela situação precária em que vive sua população, é a mesma de Itaquera, região que apresenta os mesmo problemas. Os dois bairros surgiram como aldeias indígenas nas quais os jesuítas esforçavam-se para catequizar os nativos. Até o ano de 1920, o processo de aldeamento prosseguiu e foi finalizado com a extinção completa dos índios na região. Assim, as terras foram repassadas como propriedades particulares para os brancos.

Inicialmente, a região de Guaianases era utilizada como pousada e parada para os viajantes. Como forma de homenagear a Santa Cruz do Lajeado, uma igreja foi construída na área. De forma gradual e apresentando um lento progresso durante os anos, foram construídas diversas olarias nas imediações devido à chegada da Estrada de Ferro Norte. Na década de 40, Guaianases tornou-se mais populosa, recebendo seu nome de forma oficial no ano de 1948. Isso ocorreu, pois, Guaianases era o nome da tribo que habitava o bairro. Na época, a região era considerada como um “bairro-dormitório”, devido à falta de indústrias e comércio local.

De acordo com pesquisas realizadas no período, o bairro de Guaianases foi considerado, ao lado de Jardim Helena, Jardim São Luís, Pedreira e Grajaú, como uma das regiões mais precárias da cidade. Esses dados potencializam-se, pois, naquela época, o distrito de “Cidade Tiradentes” era considerado uma parte de Guaianases. Desta forma, a região englobava uma das partes mais precárias da capital, localidade esquecida pelas autoridades por muito tempo.

Segundo pesquisa realizada no ano de 2010 pela Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), cerca de 60% dos chefes familiares da região recebiam 3 salários mínimos no máximo. Ainda de acordo com o órgão de análise de dados, 15% dos 400.00 habitantes da região estavam em áreas invadidas. O analfabetismo na localidade está em aproximadamente 7%, sendo que a média verificada na capital paulista é de quase 5%. Fora isso, a taxa de defasagem escolar é alta. Porém, de acordo com informações da subprefeitura, não faltam vagas para os moradores da região.

A área também é conhecida pelo alto índice de violência. Segundo informações do Seade, o bairro de Guaianases apresenta um número de homicídios que o coloca entre os mais perigosos. Na região, a média fica em 85 homicídios para cada 100.000 habitantes. Esta marca supera a encontrada no resto da cidade, que é de 47 para o mesmo número de cidadãos.

Fontes:
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/guaianases/
http://www.seade.gov.br/produtos/projpop/index.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guaianases
http://www.folhadeguaianases.com.br/historia.asp

Arquivado em: São Paulo