Cuidados com a saúde durante a quarentena

Graduanda em Psicologia (PUC-SP)

Vivemos um momento repleto de preocupações pessoais, políticas, econômicas e sociais.

Ficar em casa, conforme as possibilidades de cada um, é a maneira de frear a disseminação do coronavírus.

A mudança de rotina, junto às variáveis emocionais, exige adaptação às contingências – que não são as normais.

Assim, são necessários novos recursos, além da instauração e persistência de cuidados com a saúde física e mental.

Seguem dicas para promover este equilíbrio biopsíquico:

- Regule seu sono. Para tal, é válido estabelecer um horário para dormir e acordar. No mais, é positivo cuidar do ambiente em que você dorme deixando-o com o mínimo de luzes e ruídos possível. Evitar alimentos estimulantes (como cafeína e álcool) e telas (como as de celular) antes de deitar também é benéfico. São muitos os efeitos de um sono reparador: aumento da imunidade, memória e capacidade de concentração; diminuição do estresse e de sintomas de ansiedade e depressão.

- Mantenha sua alimentação saudável. O hábito resulta em aumento da imunidade e disposição, além de diminuir a incidência de sintomas somáticos como constipação intestinal e gastrite.

- Pratique atividade física. Há exercícios que não exigem equipamentos e podem ser realizados em espaços pequenos. Os impactos do costume transcendem os estéticos: resultam na liberação de hormônios do bem-estar, aumentam a capacidade pulmonar e cardíaca, disposição e resistência, além de minimizar o colesterol e os sintomas de ansiedade e depressão.

- Tome sol. Pode ser na janela, um pouco cada dia. Ele é a fonte de vitamina D. Sua privação pode diminuir a imunidade e engatilhar sintomas de depressão e ansiedade.

- Medite. É válido começar com alguns minutos e gradualmente aumentar o tempo da prática. Ela reduz o estresse e os sintomas de ansiedade e depressão, além de promover aumento da concentração, memória e qualidade do sono.

- Faça terapia online. Muitos profissionais estão trabalhando em plataformas como Skype e Hangouts. O método é regulamentado pelo CFP.

- Converse com seus amigos e familiares pela internet ou telefone. Todos estão na mesma situação, ninguém está sozinho.

- Realize atividades prazerosas. Podem ser hobbies antigos ou novos, estudos, leituras, pesquisas, cursos ou ocupações artísticas. Junto ao estabelecimento de objetivos, o preenchimento do tempo com atividades produtivas acarreta em sensações de orgulho.

- Escreva suas angústias. É uma forma de não precisar guardá-las consigo.

- Lembre-se de que é muito o que você não controla. Você não pode mudar o que já ocorreu ou está acontecendo. Dessa forma, pode ser improdutivo acompanhar e divulgar todas as notícias.

- Tenha planos para o futuro. Eles contribuirão à sua persistência.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Arquivado em: Saúde