Teste molecular RT-PCR

Mestre em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas (FIOCRUZ, 2011)
Graduada em Biologia (UGF-RJ, 1993)

Todos os seres vivos são formados por DNA (ácido desoxirribonucleico) ou RNA (ácido ribonucleico). Essas duas moléculas contem toda a informação genética para a manutenção de todas as atividades de todos os seres vivos. O ramo da biologia que estuda os organismos do ponto de vista molecular é a biologia molecular. Os testes moleculares possuem alta sensibilidade e especificidade, e conseguem identificar com uma segurança próxima de 100% a presença ou não de material genético dos microrganismos alvo, sejam eles bactérias, fungos, parasitos ou vírus, mesmo em pequenas quantidades.

PCR - Polymerase Chain Reaction - Reação em cadeia da polimerase

A PCR (Polymerase Chain Reaction) é uma técnica que é realizada em um equipamento chamado termociclador, que é uma máquina que quando programada, aquece e resfria repetidamente (20 a 30 ciclos) as amostras em seu interior. Vários reagentes são utilizados também e juntos vão promover a amplificação do DNA.

RT-PCR

É a sigla em inglês para transcrição reversa seguida de reação em cadeia da polimerase (Reverse Transcription Polymerase Chain Reaction). É um teste molecular que transforma o RNA do organismo em um DNA complementar (cDNA) com o auxílio da enzima transcriptase reversa. A enzima utiliza um pequeno DNA de fita simples, chamado primer, que ao se parear com o RNA, inicia o processo de alongamento da fita de cDNA. Esse método amplifica o cDNA milhões de vezes, e ao se utilizar uma sonda específica, é possível descobrir se o conteúdo molecular corresponde ao agente infeccioso em investigação. A técnica de RT-PCR realizada junto com a técnica de PCR quantitativo em tempo real, permite quantificar o RNA da amostra estudada.

Pode-se resumir a técnica da seguinte forma:

  1. Transformação do RNA em DNA;
  2. Amplificação do DNA
  3. Se existir material genético do organismo de interesse, as sondas específicas detectam a presença, emitindo um sinal que é captado pelo aparelho.

RT-PCR na covid-19 é o teste padrão de referência (ou “padrão-ouro”) para a detecção do RNA do vírus na amostra estudada. É realizada a amplificação do ácido nucléico viral. Deve ser realizado na primeira semana após o aparecimento dos primeiros sintomas, quando há uma grande quantidade de vírus no organismo. O resultado sai em cerca de 4 horas. O exame é feito coletando-se secreções da mucosa do nariz e da boca com um tipo de cotonete específico (“swab”).

Vantagens do RT-PCR na COVID-19

Apresenta resultados confiáveis, pois atua detectando o material genético do vírus.

É o exame de escolha (“padrão-ouro”) para pacientes com COVID-19.

Limitações do método na COVID-19

É um exame complexo e caro, e requer um laboratório equipado.

Existem protocolos técnicos e de biossegurança que devem ser realizados por técnicos capacitados.

O RT-PCR identifica somente casos de infecção ativa pelo vírus, quando é possível detectar o material genético. Não é indicado para identificar casos prévios.

Pela sua alta complexidade, custo e sua pequena disponibilidade, não é indicado para todos os pacientes.

Por ser uma técnica sensível e específica, deve ser realizada sempre quando seja necessário ter certeza de que o vírus está presente no organismo.

Bibliografia:

Diagnóstico molecular: o que é e para que serve? Disponível em http://bioemfoco.com.br/noticia/diagnostico-molecular-o-que-e-para-que-serve/ Acessado em: 07/11/2020.

Quando deve ser feito o pcr-rt para coronavírus? Disponível em: http://coronavirus.saude.mg.gov.br/blog/70-pcr-rt-para-coronavirus Acessado em 07/11/2020.

Saiba como funciona o PCR, o teste que detecta o novo coronavírus. Disponível em : https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/03/17/saiba-como-funciona-o-pcr-o-exame-que-detecta-o-novo-coronavirus.htm Acessado em 07/11/2020.

Testes para a Covid-19: como são e quando devem ser feitos. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/testes-para-covid-19-como-sao-e-quando-devem-ser-feitos Acessado em 07/11/2020.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Medicina, Saúde