Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Para muitos brasileiros, as Carteiras de Habilitação ainda são um bicho de sete cabeças. Quantos pontos uma pessoa pode ter na carteira? Quais são os tipos de habilitação? Quais são as infrações mais graves no Brasil? Essas e muitas outras dúvidas ainda despertam inquietações nos motoristas, novatos ou não.

Pensando nisso, vamos falar sobre tudo o que precisamos saber em relação à Carteira Nacional de Habilitação, também conhecida como CNH, deixando de lado qualquer confusão sobre o assunto, desde a hora de conseguir a licença até outras perguntas, sobre multas ou infrações no trânsito.

Modelo de CNH.

Quais são os tipos de CNH?

No Brasil, são vários os tipos de Carteira de Habilitação, divididos em categorias. As mais comuns são a A ou B, mas também existem a C, a D, a E e a ACC. Cada categoria da CNH habilita o motorista a dirigir veículos específicos. Veja as principais:

  • Categoria A: licença para dirigir veículos motorizados de duas ou três rodas, como motocicletas.
  • Categoria B: licença para dirigir veículos de até oito lugares (além do assento de motorista) ou veículos cujo peso bruto total não seja maior do que três mil e quinhentos quilogramas, contemplando a combinação de unidade acoplada reboque, desde que a soma dos dois não ultrapasse esse peso.
  • Categoria C: licença para dirigir veículos de carga cujo peso bruto total exceda três mil e quinhentos quilogramas, como tratores. Assim, como combinação de veículos em que a unidade acoplada, reboque, não exceda 6.000 kg, mais todos os veículos abrangidos pela categoria "B".
  • Categoria D: licença para dirigir veículos de passageiros, com mais de oito lugares, como ônibus ou vans escolares, e todos os veículos abrangidos nas categorias “B” e “C”.
  • Categoria E: licença para dirigir veículos em que a unidade tratora se enquadre nas categorias B, C ou D e cuja unidade acoplada, reboque, semirreboque, trailer ou articulada tenha 6.000 kg (seis mil quilogramas) ou mais de peso bruto total, ou cuja lotação exceda oito lugares. Exemplo: veículo com dois reboques acoplados.
  • Categoria ACC: condutor de veículos de duas ou três rodas com potência até 50 cilindradas, como ciclomotores.

A primeira habilitação

Para conseguir a primeira CNH, você deve ser maior de idade e alfabetizado. O primeiro passo é fazer uma inscrição no DETRAN de sua cidade, levando CPF, Identidade, Comprovante de Residência e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

Depois disso, você passará por exames médicos e psicotécnicos, que deverão ser agendados com antecipação. Algumas escolas de direção fazem esse agendamento pelo aluno. Verifique com a sua!

Quando você já tiver o ok desses exames, é hora de fazer as aulas teóricas sobre legislação. No Brasil, são obrigatórias 45 horas-aula. Quando completar todo esse tempo, agende a prova de legislação. Se você acertar mais de 20 questões, poderá ir para as aulas práticas!

O mínimo de horas-aula para a prática da direção varia de região para a região, sendo que a maioria dos estados brasileiros exige 25 para que o candidato possa prestar o exame prático, também conhecido como prova de rua.

Concentre-se nas regras que o seu instrutor ensinou, controle o nervosismo e faça a prova prática. Depois disso, quando aprovado, é só esperar pela carteira! No Brasil, os candidatos têm até um ano para fazer todos esses trâmites.

Infrações

Você provavelmente já ouviu nos noticiários sobre alguém que perdeu pontos na carteira, não é mesmo? Mas, na prática, o que isso significa?

É simples: cada tipo de infração no trânsito tem consequências que, geralmente, são os famosos pontos na carteira e as temidas multas (de valores diversos). As infrações podem ser leves, médias, graves ou gravíssimas, sendo que essas últimas podem causar a perda ou suspensão da CNH.

Os motoristas podem somar, no máximo, 19 pontos na carteira durante o período de um ano. Se, no intervalo de 12 meses, você ultrapassar essa quantidade, será instaurado um processo de suspensão por acúmulo de pontos.

As infrações gravíssimas são as que mais assustam. Entre elas, estão alguns delitos, como dirigir embriagado, deixar de prestar socorro à vítima e fazer os famosos “rachas” no trânsito.

Para saber quantos pontos você tem na carteira, é só conferir no site do DETRAN do seu Estado. Lembrando que é sempre melhor dirigir de acordo com as leis e evitar riscos para você e para os outros!

Arquivado em: Trânsito