Perestroika

Durante o governo de Gorbachev, em 1985, foi introduzida a Perestroika, uma reestruturação política da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) que, juntamente com a Glasnost (transparência), tinha o objetivo de reorganizar setores da sociedade soviética.

No sentido literal, Perestroika tem o significado de reconstrução. Introduzida na URSS no XXVII Congresso do Partido, afetou profundamente os rumos do país, além de ter criado uma nova forma de política soviética. Gorbachev, então Secretário Geral do Partido Comunista, ao perceber que o setor econômico da nação estava a caminho de um declínio, adotou medidas reformadoras que seriam concluídas quando a ações da Perestroika chegassem ao seu fim.

Entre as principais medidas que deveriam ser tomadas na Perestroika, estava a redução na quantidade de dinheiro investido no setor de defesa. Para realizar esta tarefa, Gorbachev indicou que a URSS precisava iniciar a desocupação do território afegão, renegociar a redução de armamentos definida com os EUA nos acordos de Yalta, além de parar a interferência na política em outras nações comunistas.

Para que esta reforma funcionasse de forma plena, Gorbachev teria que enfrentar inúmeras dificuldades que poderiam refrear sua aplicação. Isso ocorre, pois, naquela época, a URSS apresentava uma grande extensão territorial, sistemas de reformas que tinham fracassado em tempos remotos e imobilismo populacional por falta de reservas econômicas que impulsionassem o desenvolvimento. Além disso, existiam grupos que perderiam poder com a reforma e se demonstravam contrários à Perestroika.

No início de seu governo, para aplicar a Perestroika, Gorbachev realizou um expurgo político e recomendou a instalação de um novo tipo de sistema econômico (economia de mercado), além da propriedade privada. Porém, a reestruturação não obteve sucesso. Entre os principais motivos estavam o fracasso na criação de entidades de economia privada, as convicções conservadoras do núcleo do Partido Comunista, a manifestação rumo à independência de algumas repúblicas que formavam a URSS e o fato de Gorbachev não ter realizado reformas no modo de produção agrícola soviético.

Desta forma, os contrários à reforma destituíram Gorbachev do poder, passando suas atribuições para um Comitê de Estado. Porém, este golpe foi rapidamente desfeito pela KGB, juntamente com a população russa, que começa a demonstrar um descontentamento com o regime comunista. Gorbachev decide pela renúncia em 1991.

Fontes:
http://resumos.netsaber.com.br/ver_resumo_c_2385.html
http://educacao.uol.com.br/biografias/mikhail-gorbatchev.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Perestroika
AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

Arquivado em: União Soviética