Creep Feeding

Em alguns bezerros de alto potencial genético, a alimentação (forragem + leite) não atende todas duas exigências de crescimento, de modo que o animal não pode imprimir todo seu potencial produtivo. Dessa maneira surge o creep – feeding, que é a adoção de um sistema de suplementação para os bezerros.

O creep–feeding pode ser implantado a partir de um cocho que somente os bezerros têm acesso e que normalmente está cercado dentro do próprio piquete onde eles ficam com a mãe, fazendo o acesso ao cocho apenas quando sentem vontade de comer o suplemento. Este tipo de suplementação não diminui o consumo de leite do bezerro, porém pode haver um efeito de substituição em que o animal passa a ingerir suplemento invés de pastagem.

As principais vantagens do creep – feeding são:

- O bezerro possui alta eficiência alimentar, ou seja, aproveita bem o concentrado oferecido;

- O peso à desmama do bezerro é mais alto, o que compensa a adoção da técnica para produtores de bezerros (quando o preço do mesmo está alto);

- indicado quando trabalhamos com forragens de baixa qualidade e vacas com baixa produção de leite (vacas zebuínas);

- indicado para bezerros de raças tardias (melhor eficiência do uso de suplemento).

As principais desvantagens são:

- A eficiência alimentar do bezerro é muito variável (alguns bezerros comem 3 Kg de suplemento para ganhar 1 Kg de peso vivo, enquanto outros podem ingerir até 20 Kg de suplemento para ganhar 1 Kg de peso vivo);

- A diferença de peso ganho pode ser pequena, ou seja, quase não haverá diferença de peso entre os animais que recebem suplementação e os que não recebem.

Portanto cabe ao técnico avaliar a necessidade e a viabilidade da implementação do sistema de suplementação para os bezerros, as variáveis a serem analisadas são: preço do bezerro, diferencial do ganho de peso, preço do suplemento.

Arquivado em: Zootecnia