Coiote

Por Ana Lucia Santana
O coiote é um mamífero integrante do grupo familiar do cachorro, ou seja, dos canídeos, do qual também fazem parte os lobos e as raposas, e pertencente ao Gênero dos Canis. Normalmente eles são encontrados sozinhos, mas eventualmente eles podem se agrupar em matilhas. O termo ‘coiote’ provém do idioma Nahuatl, do ramo linguístico asteca.

Este animal tem caudas vastas e densas, um nariz delgado e enormes orelhas em forma de pontas. Os adultos podem medir pouco mais de 1 metro de comprimento; o peso oscila entre 9 a 16 kg. As fêmeas têm geralmente um tamanho reduzido.

Ele pode ser encontrado na cor cinza ou na marrom, com tons vermelhos nas caudas, pernas, costas e cabeça. Semelhante ao lobo e ao chacal, é um pouco menor do que eles, e maior que uma raposa. Seu porte lhes permite atravessar vastas distâncias a uma velocidade de até 48 km/h.

Sua boca abriga 42 dentes em um maxilar robusto, o que lhe propicia um melhor proveito e uma melhor digestão da caça. Seus sentidos são extremamente apurados, especialmente o olfato, a visão e a audição. Isto contribui para elegê-los como caçadores de extrema qualidade.

Habitat

Os coiotes vivem apenas na América do Norte e na Central, mais especificamente no Leste do Alasca, na região ocidental do Canadá, em grande parte do oeste dos EUA e da América Central. Estes animais não têm dificuldade alguma de se acomodar em um determinado ambiente. Eles são encontrados particularmente nos desertos, nas florestas, montanhas, planícies e regiões de clima tropical.
coiote

Alimentação

Sua dieta é essencialmente à base de carne. Os coiotes têm preferência por coelhos, veados, alces, pássaros, cobras, lagartos, peixes, ovelhas, bezerros e todo tipo de carniça com que se deparam. Isto não significa que, de vez em quando, eles não comam igualmente determinadas frutas e gramas.

Em contato mais próximo com o Homem os coiotes se nutrem de ratos normalmente encontrados nos lixos. Sua tendência para a adaptabilidade influencia na sua sobrevivência, pois em qualquer época do ano, independente da estação climática, eles têm maior facilidade para achar a caça. Em geral eles vivem por volta de 6 anos.

Reprodução

Os coiotes se reproduzem anualmente, nos meses de janeiro e fevereiro. Antes dos filhotes nascerem, a futura mãe procura uma toca abandonada por algum outro animal e busca refúgio neste recanto oculto. Da concepção ao parto transcorre uma média de 60 a 65 dias, quando então nascem de 5 a 8 crias.

O número de filhotes produzidos pela fêmea está em relação direta com a idade da mãe e com a quantidade de alimento da qual ela pode dispor. Os pequenos principiam a atividade da caça depois de completarem de 8 a 10 semanas, e permanecem junto ao núcleo familiar no máximo por dois anos, quando então decidem empreender uma jornada por conta própria.

Fontes:
http://www.planetozkids.com/oban/animals/facts_coyote.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Coiote
http://www.ucalgary.ca/UofC/faculties/SS/GEOG/Virtual/Animals/coyotes.html