Escorpião amarelo

Por Thais Pacievitch
O escorpião amarelo (Tityus serrulatus) é um artrópode invertebrado, que pertence à classe dos aracnídeos. O escorpião amarelo é uma das 1600 espécies (e subespécies) de escorpião catalogadas em todo o mundo. No Brasil, são encontradas cerca de 140 espécies, sendo o escorpião amarelo um dos de maior incidência, sobretudo na região sudeste do país. Além de ser encontrado em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, são encontrados também em Goiás, no Paraná e na Bahia.

O escorpião amarelo é considerado o mais venenoso de toda a América do Sul. Seu veneno é neurotóxico, ou seja, age no sistema nervoso periférico. Pode ser letal, dependendo da quantidade de veneno injetada e das condições físicas da vítima (principalmente crianças e idosos), sendo responsável pela maioria dos acidentes graves no Brasil, principalmente em regiões urbanas do estado de Minas Gerais.

Como indica seu nome, essa espécie tem coloração amarelada, apresentado uma mancha castanho-escura no fim da cauda (antes do telson – ferrão que inocula o veneno), além de uma serrilha. Tem uma visão pouco desenvolvida, compensada por pêlos sensoriais (sensíveis ao deslocamento de ar), que auxiliam na localização de suas presas. O escorpião amarelo mede entre 6 e 7 cm de comprimento.

De hábitos noturnos, os escorpiões vivem em locais escuros, quentes e úmidos. Na região urbana, são encontrados em locais com entulhos, pedras, dentro de sapatos, junto a roupas, etc. Seu hábitat natural é o Cerrado.

O escorpião amarelo é carnívoro. Alimenta-se de baratas, aranhas, podendo ocorrer inclusive canibalismo. Sobrevive sem alimentação por um tempo prolongado.

A reprodução dos escorpiões-amarelos é curiosa, já que não existem escorpiões-amarelos machos. Assim, a reprodução ocorre por partenogênese, ou seja, os óvulos da fêmea se dividem sem fecundação com o espermatozóide. Podem ser gerados até trinta embriões, que se desenvolvem dentro do corpo da mãe. Quando nascem, os filhotes vivem no máximo duas semanas no dorso da mãe. Após esse período, se tornam independentes. A maturidade para a reprodução dessa espécie ocorre entre 1 e 3 anos de idade. Para reproduzir, a fêmea necessita de boas condições de alimentação e de calor.

Sapos e aves são os predadores naturais do escorpião amarelo. Essa espécie tem expectativa de vida de até 10 anos.

Em caso de picada de um Escorpião amarelo, deve-se lavar o local com água e sabão e levar a pessoa até um posto de saúde ou hospital.

Referências
ARACNÍDEOS. Disponível em: http://www.vivaterra.org.br/aracnideos.htm Acesso em 04 fev. 2011.

COUTINHO. R. Escorpião amarelo. Disponível em: http://animais.culturamix.com/informacoes/insetos-e-aranhas/escorpiao-amarelo Acesso em 04 fev. 2011.

ESCORPIÃO AMARELO - Tityus serrulatus. Disponível em: http://www.biologados.com.br/especiais/instituto_butantan_turismo/escorpiao_amarelo_tityus_serrulatus_buthidae_fotos.htm Acesso em 04 fev. 2011.

Foto: http://www.cit.sc.gov.br/index.php?p=escorpioes