Capela Sistina

Localizada no Palácio Apostólico, a Capela Sistina é conhecida por ser decorada com afrescos pintados por grandes artistas da Renascença. Entres os nomes que fizeram parte da história da Capela Sistina estão Sandro Botticelli, Michelangelo, entre outros. Sua arquitetura foi construída com base no Templo de Salomão do Antigo Testamento, o primeiro Templo em Jerusalém, construído no século XI a.C. Além de ser um lugar com grande índice de visitantes, é na Capela Sistina que se realiza o conclave, processo de escolha do novo Papa.

O nome Capela Sistina, grafado em italiano como Cappella Sistina, faz referência ao Papa Sisto IV que, entre os anos de 1477 e 1480, foi responsável pela restauração da Capela Magna, capela medieval demolida da qual foram utilizados os alicerces para a construção da Capela Sistina.

Durante a fase em que a Capela Sistina estava em construção, um grupo de artistas que incluía Domenico Ghirlandaio, Pietro Perugino e Sandro Botticelli, deu início à criação de diversos afrescos que retratavam episódios religiosos como a vida e ancestralidade de Jesus, vida de Moisés e retratos papais. A conclusão destes trabalhos ocorreu em 1482 e, um ano depois, o Papa Sisto IV consagrava a Capela Sistina com a primeira missa, feita em honra à Nossa Senhora da Assunção, denominação dada a Maria, mãe de Jesus.

Um dos atributos mais notáveis da Capela Sistina é o seu teto, que foi pintado por Michelangelo. O artista demorou quatro anos para terminar este trabalho, que é um dos mais importantes da História da Arte. Apesar disso, Michelangelo teve grande dificuldade para a realização da obra, trabalhava em cima de um andaime de 16 metros de altura, deitado e pintando sobre sua cabeça. Isso fazia com que a tinta pingasse em seu rosto o dia todo, durante à tarde, sentia cãibras e mal conseguia ler as cartas que seus familiares enviavam-lhe.

Além da contribuição de Michelangelo para o teto da Capela Sistina, outros artistas também completaram a decoração do local. Na parede esquerda, a partir do altar, são encontradas pinturas que retratam cenas do Velho Testamento.

Entre elas, estão “Moisés a caminho do Egito e a circuncisão de seus filhos”, de Pinturicchio, “Cenas da Vida de Moisés” e “A Punição de Korah, Natan e Abiram”, obras de Botticelli, “Passagem do Mar Vermelho” e “Moisés no Monte Sinai e a Adoração do Bezerro de Ouro”, ambas de Cosimo Rosselli e “A Morte de Moisés”, feita por Lucas Signorelli.

Na parte direita estão obras que simbolizam o Novo Testamento: “O Batismo de Jesus”, criado por Pinturicchio, “Tentação de Cristo e a Purificação do Leproso”, por Botticelli, “Vocação dos Apóstolos”, de Ghirlandaio, “Sermão da Montanha” e “A Última Ceia”, obras de Rosselli e “A Entrega das Chaves a São Pedro”, de Perugino.

Fontes:
GREEN, Jen. Artistas Famosos: Michelangelo, São Paulo: Callis, 2010.
http://www.instituto-camoes.pt/lextec/por/domain_4/text/18932.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Capela_Sistina

Arquivado em: Arquitetura