Pintura a Óleo

Por Gabriella Porto
A pintura a óleo é uma técnica de pintura das artes plásticas que utiliza tintas à base de óleo de papoula ou linhaça, aplicadas com pincéis ou espátulas sobre o suporte desejado, podendo ser tela de tecido ou madeira.

A principal revolução da pintura a partir da tinta a óleo foi o emprego de uma substância secativa que permitia a secagem satisfatória da obra à sombra. A pintura a óleo oferece uma versatilidade ao artista que nenhuma outra técnica dispõe. A tinta pode ser uma massa espessa e de secagem demorada, pode ser diluída e permitir um traço mais raso, ou pode ser espessa e ter uma secagem rápida, com o uso de substâncias secativas. No entanto, há também desvantagens na pintura a óleo, as obras tendem a escurecer com o tempo, e acontece também o fenômeno denominado craquellure, que é a aparência craquelada que a tinta apresenta na tela de acordo com seu envelhecimento.

Há várias formas de utilizar a tinta a óleo. Pode ser aplicada pura, criando uma pincelada intensa, pode ser diluída, aproximando-se da textura das aquarelas ou pode ser aplicada com um pedaço de pano, para produzir um suave laivo. Há também a possibilidade de compor a pintura, criando várias camadas, utilizando do recurso de sobreposição de tintas, que se dá da seguinte forma: aplica-se uma camada, espera-se a secagem e aplica-se a segunda camada. Desta maneira, é possível produzir efeitos de cor exclusivos da pintura a óleo.

A pintura a óleo é um dos suportes mais importantes da manifestação artística mundial. A técnica, que começou a ser usada no Renascimento, surgiu na Itália em meados do século XV, e foi usada para retratar importantes momentos históricos e produzir obras de suma importância cultural. A pintura a óleo foi inovadora por permitir mudanças na produção da pintura, sendo o óleo um novo pigmento aglutinante, que permitia uma grande inovação na gama de cores das tintas. Inclusive, os grandes pintores medievais produziam suas próprias tintas a óleo.

As principais obras de pintura a óleo foram Mona Lisa e A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci; As Meninas e Retrato do Papa Inocêncio X, de Diego Velázquez; Os Camponeses Comendo Batatas, Doze Girassóis numa jarra, A Noite Estrelada, Retrato de Dr. Gachet, de Vincent van Gogh; e O Grito, de Edvard Munch.

Como é possível observar, estas obras localizam-se em diferentes momentos da história, e em diferentes contextos literário-artísticos, o que coloca a pintura a óleo como uma técnica extremamente presente e influente na cultura universal. As manifestações artísticas relacionam-se geralmente com o momento político-históricovivido pela sociedade em que vive o artista, logo, ao refletir que a pintura a óleo surgiu no Renascimento, compreende-se sua irrevogável importância histórico-cultural nas manifestações artísticas mundiais.

Leia mais:

Fontes:
http://avisaoativa.blogspot.com/2009/12/pintura-oleo-invencao-da-tinta-base-de.html
http://martacbessa.no.comunidades.net/index.php?pagina=1191152910
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pintura_a_óleo