Urubu

Urubu é a denominação comum para o conjunto de aves da ordem Cathartiformes, família Cathartidae. O grupo é restrito ao continente americano e composto por apenas sete espécies divididas em dois subgrupos: urubus (quatro espécies) e condores (três espécies). Os urubus são aves de porte médio a grande com asas longas e largas. Possuem coloração preta, diferenciando-se principalmente no formato e coloração da cabeça. Alimentam-se basicamente de cadáveres e possuem cabeça e pescoço nus (sem penas) para facilitar a higiene após a alimentação. Como não caçam, não possuem garras como ferramentas para segurar e matar presas, como as outras aves de rapina. Ao contrário do que se pode imaginar, utilizam predominantemente a visão para localizar as carcaças em solo, e não o olfato que é bastante limitado (exceto nas espécies do gênero Cathartes).

Essas aves usam as correntes de ar quente para planar por horas, gastando o mínimo de energia possível durante o voo. Quando estão forrageando, fazem movimentos ascendentes em espiral em largos círculos e voam dezenas de quilômetros atrás de alimento. Ao contrário da grande maioria dos animais, a carne em putrefação não faz mal aos urubus, pois o suco gástrico secretado em seu estômago neutraliza as bactérias e toxinas presentes na carne podre. Além disso, os anticorpos de seu sistema imunológico podem fazer com que estes animais sejam imunes a doenças que atingiriam outras espécies. Durante o período de reprodução, os urubus utilizam fendas em penhascos ou árvores ocas para nidificar e não constroem ninhos. Geralmente a postura é de dois ou três ovos, com o período de incubação variando de 40 a 60 dias.

As quatro espécies pertencentes a subfamília urubus são:

  • Urubu-de-cabeça-vermelha (Cathartes aura): Ocorre desde o sul do Canadá até a América do Sul e realiza migração de julho a novembro. Habita campos, matas e bosques. Suas asas chegam a 1,80 metro de envergadura em formato de “V”. As longas penas das asas são cinza escuro e possui a pele nua da cabeça e pescoço vermelha.
  • Urubu-de-cabeça-amarela (Cathartes burrovianus): Encontrado em diversas regiões do Brasil, principalmente no Nordeste e na Amazônia. É encontrado também desde o México até o norte da Argentina e Uruguai. Possui de 53 a 65 centímetros de comprimento e uma envergadura de 160. Habita beiradas de rios e lagoas florestadas, áreas pantanosas e campos, vivendo normalmente sozinhos ou no máximo em grupos de alguns indivíduos. Normalmente voa baixo.
  • Urubu-da-mata (Cathartes melambrotus): encontrado nas regiões central e norte do Tocantins e Amazônia, na Colômbia, Venezuela, nas Guianas e no Peru. Mede entre 75 a 81 centímetros e pesa entre 1,5 e 1,65 kg, com uma envergadura de 166 a 178 centímetros. Vive em matas de terra firme e de várzea, matas primárias e ribeirinhas.
  • Urubu-de-cabeça-preta (Coragyps atratus): é o urubu com menor envergadura (143 centímetros), porém o mais agressivo dos urubus menores quando disputam uma carcaça com as outras espécies. Possui 62 centímetros de altura e 1,6 quilos. É uma das aves mais comuns do Brasil, sendo encontrado também na região central dos Estados Unidos e em praticamente toda a América do Sul. Exceto por uma linha mais clara no final das asas, adultos e jovens são totalmente negros, inclusive a pele nua da cabeça e o pescoço. Costuma planar com as asas esticadas e não em “V” como outros urubus.

Apesar de serem vistos como animais sujos e nojentos pela maioria das pessoas, os urubus desempenham um papel fundamental na natureza - mantêm o ambiente limpo, eliminando desde carcaças até ossos. São responsáveis pela eliminação de até 95% das carcaças de animais mortos da natureza, sendo que nos locais onde não há urubus esse material orgânico leva até quatro vezes mais tempo para se decompor. Assim, eles ajudam a eliminar bactérias que poderiam propagar doenças e matar muitos animais selvagens e domésticos.

Bibliografia consultada:
http://www.wikiaves.com.br/cathartidae
http://www.avesderapinabrasil.com

Arquivado em: Aves