Biotecnologia

A biotecnologia é uma área que visa desenvolver produtos e processos biológicos com a ajuda da ciência e da tecnologia. A Organização das Nações Unidas (ONU) classifica biotecnologia como “qualquer aplicação tecnológica que utiliza sistemas biológicos, organismos vivos, ou seres derivados, para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica”.

A biotecnologia abrange deferentes áreas do conhecimento que incluem a ciência básica (como biologia molecular, microbiologia, etc.), a ciência aplicada (como técnicas imunológicas, químicas e biológicas) com tecnologias diversas (como informática, robótica e controle de processos).

O profissional de biotecnologia é multidisciplinar, pois entende de todas – ou quase todas – as áreas citadas. Seu alvo é sempre melhoramento genético, criação e gerenciamento de novos produtos como medicamentos, ingredientes para alimentos ou até indivíduos como plantas.

A engenharia genética ocupa uma posição de destaque nessa área como tecnologia inovadora por permitir subsidiar métodos tradicionais de produção ou por permitir a obtenção de produtos inteiramente novos como os transgênicos. A biotecnologia age como uma ferramenta inovadora da vida cotidiana com impactos em vários setores produtivos e oferecendo desenvolvimento para várias nações.

Uma aplicabilidade constante da biotecnologia é na indústria:

  • Indústria farmacêutica: desenvolvimento de novas drogas, produção e melhoramento de antibióticos, vacinas, estabelecimentos de terapias gênicas e demais projetos para tratamentos de doenças em animais e plantas;
  • Indústrias de análises: desenvolvimento de testes de diagnósticos clínicos. Alimentícios agrícolas e ambientais;
  • Indústria da agricultura: desenvolvimento de uma gama de variedades de remédios para plantas, sementes mais resistentes a pragas e condições climáticas, pesticidas menos impactantes para a saúde humana e ambiental etc;
  • Indústria alimentícia: produção, controle e melhoramento de alimentos e bebidas;
  • Indústria química: produção de insumos químicos, enzimas e proteínas recombinantes;

Mercado de trabalho

A demanda por bacharéis e tecnólogos em biotecnologia só aumenta visto o desejo constante das nações em se desenvolver para enfrentar desafios como a maior produção de alimentos, as constantes epidemias, as mutações de vírus e bactérias que antes estavam controladas, a necessidade do mercado por produtos menos impactantes e mais fortes etc.

Além disso, outras áreas que utilizam a biotecnologia, como os cosméticos, estão crescendo muito principalmente no Brasil. Uma série de produtos para cabelo e pele, além de maquiagens, aparecem todos os anos com propostas cada vez mais interessantes de tratamento de beleza sem cirurgias. Para isso, as empresas privadas investem pesado em profissionais de biotecnologia.

Referências bibliográficas:

http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/meio-ambiente-ciencias-agrarias/biotecnologia-602879.shtml
http://www.ort.org.br/biotecnologia/o-que-e-biotecnologia/
http://www.sjc.unifesp.br/biotec_ict/?page_id=46