Basílica de São Pedro

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

A Basílica de São Pedro é a maior igreja do cristianismo. A Bíblia diz que um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, Simão Pedro, assumiu a liderança do grupo após a crucificação do mestre. De acordo com esse relado, Pedro teria dado início a uma igreja quando viajou para Roma e evangelizou grande parte da população local. Entretanto Pedro também padeceu da mesma sentença de seu mestre Jesus Cristo, foi crucificado no ano 64 durante o governo do imperador Nero. Seus restos mortais foram enterrados na Colina do Vaticano e seu túmulo recebeu a simples marcação de uma pedra vermelha.

Basílica de São Pedro. Foto: Bildagentur Zoonar GmbH / Shutterstock.com

Basílica de São Pedro. Foto: Bildagentur Zoonar GmbH / Shutterstock.com

Anos se passaram e o local marcado como túmulo de Pedro foi alterado com a construção de um santuário. Somente trezentos anos depois de sua morte que foi construída na área correspondente ao seu túmulo a Basílica de São Pedro. A construção foi ordenada pelo imperador Constantino e manteve-se de pé até o início do século XVI. Nada dessa basílica original sobrou para os dias atuais, mas ela foi reconstruída através de informações encontradas em fontes arqueológicas e desenhos antigos. O edifício atual foi consagrado pelo papa Urbano VIII.

A basílica original construída por ordem de Constantino começou a perder seu valor ainda durante a Idade Média em função do exílio dos papas em Avignon. Já no século XVI, o papa Júlio II decidiu pela derrubada da antiga igreja e a construção de uma nova basílica. Entre os arquitetos que participaram da nova Basílica de São Pedro estiveram nomes famosos como Rafael e Michelangelo. A construção levou aproximadamente 150 anos para ficar pronta e resultar no edifício que conhecemos. Após terminada, ainda assim, foram necessários alguns reparos e, um século depois, ainda acrescentou-se uma sacristia na época do papa Pio VI, o que demarcou oficialmente o fim das obras.

Na década de 1950, intensificaram-se as escavações na região da Basílica de São Pedro. Os pesquisadores retiraram terra utilizada na terraplanagem feita em função da construção original ordenada por Constantino e encontraram uma necrópole e fragmentos de ossos. Assim, ficou provado que São Pedro estava enterrado sob o altar da basílica. Pedro é também considerado o primeiro papa e, por esta razão, muito papas têm sido enterrados na Basílica de São Pedro também.

A Basílica de São Pedro é um dos locais mais visitados do cristianismo. Possui área de 23 mil metros quadrados e é capaz de receber mais de 60 mil devotos. Localizada na Praça de São Pedro, que fica no Vaticano, a basílica é o edifício mais proeminente do local e conta com 340 estátuas que servem de adorno. É acompanhada de mais três basílicas patriarcais em Roma, que são: Basílica de São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros. Embora a maioria das cerimônias papais sejam realizadas na Basílica de São Pedro, ela não é a catedral. A verdadeira sede oficial do papado é a Basílica de São João de Latrão.

Arquivado em: Cristianismo