Alcalose Respiratória

Por Débora Carvalho Meldau
A alcalose respiratória é causada pelo baixo nível de CO2 sanguíneo, devido à rápida e profunda respiração.

A hiperventilação, ou respiração rápida e profunda resulta em uma eliminação excessiva de anidrido carbônico no sangue. A causa mais comum de hiperventilação e, portanto, de alcalose, é a ansiedade. Outras causas são: dor, cirrose hepática, baixos valores de oxigênio sanguíneo, febre e sobredose de aspirina.

Este tipo de alcalose pode produzir ansiedade e sensação de formigamento ao redor dos lábios e na face. Caso ocorra agravamento do quadro, pode haver espasmos musculares e o paciente pode sentir-se fora da realidade.

Normalmente o diagnóstico é feito apenas por meio do histórico e quadro clínica apresentado pelo paciente. Quando o diagnóstico não é óbvio, o valor do anidrido carbônico e uma amostra de sangue arterial podem ser medidos. Frequentemente, o pH sanguíneo é elevado.

O tratamento nesses casos é reduzir a velocidade da respiração. Quando a causa da alcalose é a ansiedade, o esforço consciente de retardar a respiração pode levar ao desaparecimento do quadro. Caso a rápida respiração seja causada por dor, geralmente o alívio da mesma é suficiente para normalizar o ritmo respiratório.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alcalose
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/001183.htm
http://www.manualmerck.net/?id=164&cn=1296
http://www.manualmerck.net/?id=164&cn=1298
http://www.saudeemmovimento.com.br/conteudos/conteudo_frame.asp?cod_noticia=487
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alcalose_respirat%C3%B3ria

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.