Doença de Scheuermann

Por Débora Carvalho Meldau
A doença de Scheuermann é um problema no desenvolvimento da coluna vertebral, produzindo um arqueamento anormal das costas (cifose), responsável por causar uma má-postura muito dolorosa.

Esta é a principal causa de cifose estrutural, habitualmente detectada durante a puberdade. Acomete indivíduos de ambos os sexos e em qualquer idade.

É provável que a etiologia dessa patologia esteja relacionada a fatores biomecânicos; no entanto, sua causa ainda não foi elucidada. Alguns fatores têm sido relacionados com essa doença, como a elevação dos níveis de hormônio do crescimento, de modo que os indivíduos portadores dessa moléstia possuem maior estatura do que a média para a sua idade. Outras possíveis causas levantadas por outros pesquisadores são a necrose avascular do anel hipofisário vertebral e fatores genéticos.

A evolução natural da afecção ainda não foi muito bem descrita. Alguns pesquisadores relataram que os pacientes portadores dessa doença apresentavam com frequência dorsalgia, menor amplitude e força de extensão de tronco quando em comparação com a população normal para a mesma idade e sexo.

Dentre as manifestações clínicas, além da cifose que pode ser torácica ou toracolombar, há presença de dor na quase totalidade dos pacientes. Também pode ser observada retração da musculatura peitoral, isquiotibial e flexora de quadril. Nos casos mais severos, também pode estar presente dificuldade para respirar. É infrequente o aparecimento de alterações neurológicas.

O diagnóstico da doença de Scheuermann é obtido por meio de exame físico e radiografias da coluna. O primeiro é feito para identificar onde é o ápice da curva, onde o paciente possui a dorsalgia, qual o nível de flexibilidade da coluna e se existe algum outro achado relacionado. Dentre os critérios radiográficos que caracterizam esta doença e que são aceitos pela comunidade médica, encontram-se a presença de, no mínimo, cinco graus de compressão do corpo sobre três níveis adjacentes.

O tratamento varia de acordo com diferentes fatores, como idade do paciente, o grau de curvatura, a presença ou ausência de dor nas costas, e se há um funcionamento e desenvolvimento pulmonar normal.

Caso o paciente seja jovem e apresentar uma curvatura suave, ausência de dor nas costas e função pulmonar normal, normalmente é feita uma observação contínua, com a realização de exames radiográficos repetidos em intervalos regulares. Habitualmente os médicos recomendam a prática de exercícios físicos que reforcem a musculatura que confere suporte à coluna, esticam os tendões e melhorem o sistema cardiovascular.

Outras formas de tratamento abrangem as cintas e cirurgias, sendo estes escolhidos em casos nos quais há um aumento acelerado da curvatura, piora da altura do corpo vertebral, dor nas costas que não melhoram com medidas conservadoras e dificuldades com função pulmonar que estão ligadas à deformidade cifótica.

Fontes:
http://www.medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/2438/cifose_de_scheuermann.htm
http://www.tuasaude.com/scheuermann-um-problema-da-coluna/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Doença_de_Scheuermann
http://www.vertebrata.com.br/lomb_desordens_desenv.php

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.