Coluna Vertebral

Por Marcelo Oliveira
A coluna vertebral é formada por 33 vértebras, cujo conjunto tem a função de apoiar outras partes do esqueleto. Cada vértebra é constituída de corpo, forame e um processo espinhoso, um prolongamento delgado da vértebra; e ligada às demais por articulações denominadas discos intervertebrais. Estes discos são formados por um material fibroso e gelatinoso, composto por um núcleo pulposo e ânulo fibroso. São eles que dão ao indivíduo a mobilidade necessária para a locomoção, atuando como amortecedores.

A sobreposição das vértebras umas sobre as outras forma o canal vertebral, que segue as diferentes curvaturas da coluna. O canal vertebral é largo e triangular nas áreas em que a coluna possui maior liberdade de movimento, como nas regiões lombar e cervical, porém se torna pequeno e arredondado a medida em que chega às regiões onde há limitações dos movimentos, como a região torácica. O canal também serve de depósito para a medula espinhal do indivíduo, responsável pela comunicação com o sistema nervoso periférico por meio dos forames intervertebrais.

A coluna vertebral tem suas vértebras distribuídas de acordo com a região em que estão:

  • cervical (7)
  • torácica (12)
  • lombar (5)
  • sacro (5 vértebras fundidas)
  • coccígeas (4 vértebras)

Na região cervical está o ponto de articulação com o crânio (vértebra Atlas ou C1), que permite a flexão e a extensão do mesmo, bem como suportar seu peso sobre a coluna. Ainda nesta região está a vértebra responsável pela rotação da cabeça: a vértebra Axis ou C2. Uma saliência, conhecida por apófise, penetra no plano horizontal do canal vertebral da C1, criando uma articulação com a parte posterior do anel interior desta.

Na região torácica encontram-se os pontos de inserção às costelas, enquanto que na região lombar é suportado todo o peso do tronco, dos membros superiores, do pescoço e da cabeça quando estamos na posição sentada ou em pé.

A região sacrococcígea, onde estão as vértebras sacro e coccígeas, são articulados os ossos ilíacos do quadril, que irá articular os fêmures.

A coluna vertebral possui curvaturas, duas delas com a concavidade virada para trás (lordoses cervical e lombar) e duas delas com a concavidade virada para frente (cifoses torácica e sacrococcígea), visíveis apenas ao se observá-la lateralmente.

As cifoses são curvaturas primárias, desenvolvidas na fase embrionária do indivíduo, enquanto que as lordoses, que são as curvaturas secundárias, são desenvolvidas conforme se adquire a postura ereta.

Fonte:
Crespo Xavier, Curell, Nuria e Curell, Jordi. Atlas de Anatomia Humana, Curitiba: Bolsa Nacional do Livro.