Fagicolose

Ascocotyle (Phagicola) longa é um trematódeo digenético de ampla distribuição geográfica e de importância médica. É uma parasita pertencente à família Heterophyidae, considerado parasita de baixa especificidade parasitária. É o agente causador da heterofidíase, uma zoonose. No Brasil a heterofíase ocorrente é a fagicolose, que é uma parasitose emergente causa pela ingestão do peixe cru ou mal cozido. Este parasita foi incluído pelo Ministério da Saúde na lista de classificação de risco dos agentes biológicos.

A cercária apresenta um corpo com forma de gota com tegumento espinhoso e com contrição na região do poro genital. Mede de 920 a 1380 micrômetros de comprimento por 290 a 430 micrômetros de largura. Sua ventosa oral apresenta em média 16 espinhos. O adulto tem corpo piriforme rodeado de espinhos na região ventral, o lobo pré-oral apresenta grandes papilas, espinhos circumorais e tegumento espinhoso. O tegumento tem aspecto de escova. Ovo característico de trematódeos.

Apresenta um ciclo biológico heteróxeno, tendo dois hospedeiros intermediários: moluscos ou peixes, e como hospedeiros definitivos, mamíferos (aquáticos e terrestres) ou aves, especialmente as aves piscívoras.  O homem pode participar acidentalmente deste ciclo participando como hospedeiro definitivo. O ciclo ocorre da seguinte forma: os moluscos, que são os primeiros hospedeiros intermediários apresentam as cercárias. Estas cercárias abandonam os moluscos e penetram na pele e brânquias dos segundo hospedeiro intermediário, que são os peixes. Estas cercárias se encistam na musculatura e em outros órgãos como rim, fígado, coração e baço. As cercárias se transformam em metacercárias, podendo causar granulomas parasitários neste hospedeiro. As metacercárias são as formas infectantes para o hospedeiro definitivo (ave ou mamífero). O homem é um hospedeiro acidental e se infecta ingerindo a metacercária do músculo do peixe, comendo peixe cru ou mal cozido.

Os sintomas são típicos de uma parasitose tais como cólicas, diarreia, flatulência e emagrecimento. É uma parasitose de ampla distribuição geográfica abrangendo costas do Mediterrâneo, Atlântico norte, Atlântico sul e Pacífico sul. O diagnostico é feito pela detecção dos ovos deste trematódeo nas fezes.

Bibliografia:
Oliveira SA, Hernandez Blazquez FJ, Antunes SA, Mendes Maia AA. Metacercárias de Ascocotyle (Phagicola) longa Ransom, 1920 (Digenea: Heterophyidae), em Mugil platanus, no estuário de Cananéia, SP, Brasil, Ciência Rural, Santa Maria, v.37, n.4, p.1056-1059, jul-ago, 2007.
CITTI, André Lee, PÉREZ, Agar Costa Alexandrino de, TELLES, Evelise Oliveira, CARRION, Fabiano, BALIAN, Simone de Carvalho. Ocorrência de Ascocotyle (Phagicola) longa em tainha (Mugil spp): um problema de saúde pública.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças