Mar Mediterrâneo

Mestra em Geografia (Unicamp, 2017)
Bacharela em Geografia (USP, 2014)
Licenciada em Geografia (UEL, 2009)

Publicado em 26/06/2019

O Mar Mediterrâneo é um mar continental localizado entre a África, a Europa e Ásia. Sua localização entre os três continentes faz dele um mar com destacada relevância histórica já que às suas margens floresceram importantes civilizações, como a civilização egípcia, grega, fenícia, romana e árabe.

Além disso, o Mediterrâneo foi uma importante rota de acesso ao Oriente durante a Idade Média, cujas rotas partiam da península itálica e seguiam por mar até o Oriente Médio para, então, penetrar no território asiático.

Mapa do Mar Mediterrâneo. Ilustração: Map Resources / Shutterstock.com [adaptado]

Características Físicas

As águas do Mar Mediterrâneo conectam-se com o Oceano Atlântico por meio do Estreito de Gibraltar, localizado entre a Espanha e Marrocos. Através do Canal de Suez, inaugurado em 1869, o Mediterrâneo se liga ao Mar Vermelho e ao Oceano Indico.

Com área de 2,5 milhões de km², é o maior mar do mundo. Sua área é dividida em mares menores, como o Mar Egeu, Adriático e Jônico. Com profundidade média de 1.400 metros, seu ponto mais profundo está localizado a 5.200 metros de profundidade, na Fossa de Matapan na Grécia. Cerca de 70 rios deságuam no Mar Mediterrâneo dos quais se destacam: Nilo, Pó, Ebro e Ródano.

Suas águas são aquecidas pelas massas de ar quentes e secas oriundas do deserto do Saara. Pela influência de sua maritimidade, nas regiões costeiras predomina o clima mediterrâneo. O clima mediterrâneo é marcado por duas estações bem definidas: verões quentes e secos e invernos amenos e úmidos.

Por estar em uma área de encontro entre a placa da Eurásia com a placa africana, a região sofre os efeitos da atividade tectônica, com a presença de terremotos e vulcões.

Aspectos Econômicos

O Mediterrâneo é rota de muitos navios comerciais por conectar importantes portos do Norte da África, da Ásia Central e do sul da Europa. Além disso, cruzam o mediterrâneo muitos navios turísticos em virtude da intensa atividade turísticas na região, com destaque para as Ilhas gregas, Ibiza, Menorca, etc.

Às margens do Mediterrâneo são plantadas oliveiras, vinhedos, trigo e diversos outros produtos beneficiados pelas suas características climáticas.

Cerca de 20% do território do Mar Mediterrâneo é destinado a extração de petróleo e gás natural. As reservas do Mediterrâneo são responsáveis por 4,6% das reservas mundiais de petróleo.

Questões ambientais

A intensa atividade humana no Mar mediterrâneo ao longo de milhares de anos tem levado a degradação ambiental de suas águas.

O mediterrâneo é o mar mais contaminado do mundo pela atividade petroleira e a expansão da extração de petróleo e gás natural nos últimos anos ameaça a biodiversidade na região, que abrigada cerca de 5% das espécies do planeta, dentre vegetais e animais.

Questões sociais e humanitárias

Refugiados e imigrantes próximos à Ilha de Lesbos, na Grécia, em 2015. Foto: Ververidis Vasilis / Shutterstock.com

Com as guerras no Oriente Médio e na África, um número crescente de pessoas passou a se arriscar na perigosa travessia do Mar Mediterrâneo em barcos improvisados com o objetivo de chegar à Europa.

Segundo estimativas da Organização das Nações Unidas, pelo menos 33.761 pessoas morreram ou desapareceram tentando fazer a travessia entre 2010 e 2017. A onda migratória dos últimos anos é a maior vivida pela Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

A chegada dos imigrantes tem provocado diversas manifestações na Europa quanto à necessidade de oferecer ajuda humanitária à essas pessoas. Entretanto, os governos dos países costeiros como Itália, Grécia e Espanha cobram da União Europeia a responsabilidade compartilhada pelo recebimento dos imigrantes. Como resposta, movimentos xenofóbicos e nacionalistas voltaram a crescer na Europa.

Arquivado em: Geografia, Hidrografia