Toxicomania

Por Marina Martinez
O termo toxicomania deriva de duas palavras gregas: toxikon (veneno) e mania (loucura). Portanto pode-se definir toxicomania como sendo a mania de consumir uma ou mais substâncias químicas e tóxicas. Em um sentido mais abrangente podemos definir a toxicomania como um distúrbio do qual o indivíduo sente uma vontade avassaladora de consumir drogas (cocaína, êxtase, afentamina, etc.) e outras substâncias químicas como o álcool e o cigarro, tornando-se dependente químico, uma vez que precisa de doses progressivamente maiores para suprir suas necessidades.

A toxicomania pode ser definida também como um problema social. As famílias possuem um papel fundamental na formação da personalidade de indivíduos e em transmitir os valores essenciais da convivência humana. Quando não cumprem este papel contribuem para o aparecimento de pessoas desestruturadas e susceptíveis as influências negativas dos meios sociais. O indivíduo sem uma base familiar é facilmente atraído por grupos de pessoas que utilizam a droga como meio de obter prazer pleno e segurança para estar em um mundo cheio de complicações.

Pessoas depressivas, indecisas e com doenças graves como o câncer e a AIDS tendem a buscar nas substâncias químicas uma forma de amenizar suas dores e problemas do dia a dia. Adolescentes também são facilmente influenciados a ingerirem e ficarem dependentes, por às vezes sofrer pressão familiar sobre que tipo de carreira seguir, por lidar com as transformações em seus corpos e ate mesmo com a sua sexualidade, afinal, vivem uma fase de transição para a vida adulta e muitos não sabem lidar com isto. Buscam as respostas de suas indecisões e medos através das substâncias químicas.

Este transtorno que causa dependência, abuso, intoxicação e abstinência por determinadas substâncias químicas, transforma a vida dos toxicômanos radicalmente para pior. Existe uma falsa sensação de conforto por parte dos toxicômanos que com a ingestão de certas substâncias tentam apaziguar seus sofrimentos, medos e angústias e ficam cada vez mais toxicodependêntes. Outros já utilizam as substâncias químicas por serem parte de um grupo que as consomem. Como no caso de certas bandas de rock do qual é comum o consumo de drogas por seus integrantes.

Os sintomas mais comuns dos toxicômanos são o irresistível desejo de consumir e continuar consumindo a substância química e obtê-la por qualquer meio, aumentar progressivamente as doses para conseguir sentir a sensação anterior com mais intensidade, ficando assim, cada vez mais dependentes dos efeitos da substância. Muitos ainda possuem problemas comportamentais tornando-se agressivos e depressivos.

Se para as pessoas normais é difícil abdicar de alguns vícios do dia a dia, como hábitos alimentares não saudáveis (frituras, doces, refrigerantes, etc.), tirar a substância química do toxicômano não é tarefa fácil. Por isto precisam de apoio familiar, terapias e abandono da substância dependente. É um processo demorado que requer esforço e dedicação, pois o indivíduo terá crises de abstinência até poder chegar a um nível em que viver sem sua droga seja suportável.

Fontes:
http://www.estadosgerais.org/encontro/toxicomanias.shtml
http://www.manualmerck.net/?id=118
http://www.imesc.sp.gov.br/infodrogas/Toxicoma.htm