Consumidores

Por Caroline Faria
Em uma cadeia alimentar os seres heterotróficos (ou heterótrofos) – aqueles que não são capazes de produzir seu próprio alimento e necessitam de fontes externas para obter a energia e os materiais que precisam, são chamados de “consumidores”.

Esta classe engloba os animais herbívoros, os carnívoros, onívoros e os chamados decompositores ou detritívoros, que se alimentam de restos ou de animais mortos.

Os seres consumidores podem ser classificados de duas formas diferentes: com relação à sua posição na cadeia alimentar em “consumidores primários”, os herbívoros; “consumidores secundários”, animais que se alimentam de outros animais e, por isso, são chamados de carnívoros; e “consumidores finais”, os detritívoros ou decompositores; outra classificação pode ser feita com relação ao nível de consumo em: “consumidores diretos”, sempre os herbívoros que ingerem diretamente os seres produtores (vegetais), e “consumidores indiretos”, todos os outros animais.

Alguns consumidores podem se encaixar em mais de uma classificação, como consumidores diretos e indiretos e como primários e secundários. Este é o caso do ser humano.

Temos o costume de ingerir tanto vegetais (produtores) quanto animais (consumidores) e, por isso, somos chamados de onívoros. Outro animal onívoro é o urso que embora seja excelente caçador, também pode comer frutas e raízes.