Reciclagem de Vidro

Por Fernando Rebouças
O vidro é uma substância inorgânica, amorfa e homogênea, é gerado pelo resfriamento de massa em fusão que solidifica pela crescente viscosidade até o ponto de rigidez, sem atingir o ponto de cristalização.

O vidro foi descoberto por acaso, quando navegadores ao acenderem uma fogueira na praia, descobriram que areia em contato com o cálcio das conchas em alta temperatura  produziam a substância do vidro. Estima-se que por volta de  7.000 a.C os povos da Síria e da Babilônia já o utilizavam.

Nos tempos atuais, a reciclagem do vidro ocorre principalmente por meio do derretimento do vidro antigo para a geração de um novo. No processo de reciclagem o vidro é selecionado por cores: incolor, verde e marrom.

Na maioria dos casos, os vidros encontrados nos lixões são provenientes do lixo doméstico e comercial, abrangendo garrafas, lâmpadas incandescentes, molduras, janelas e potes de conservação para alimentos.

Reciclar vidro é mais econômico do que produzi-lo. Produzir um novo vidro exige o uso dos insumos básicos como a areia, o calcário, o carbonato de sódio e equipamentos de elevação de temperatura. Na reciclagem do vidro usado, todos esses componentes são naturalmente reutilizados. O termo “cullet” refere-se a um vidro pronto novamente derretido.

É um material facilmente reciclável, não possui substâncias tóxicas e nocivas ao meio ambiente. A sua produção não implica em poluição atmosférica, pois boa parte dos fornos atuais utilizados para a sua fundição são ligados pela energia elétrica. Muitas fábricas utilizam o gás natural no lugar da eletricidade para diminuir os custos de produção e diminuir o impacto ambiental.

Há dois processos básicos de reciclagem: derretimento e moagem.

Derretimento

Processo mais comum e mais conhecido, requer menor energia para a fundição. Nesse processo o vidro é rederretido e é muito utilizado em escala industrial.

Moagem

Na moagem o vidro moído pode ser adcionado ao cimento como reforço ao material de construção, eliminando a necessidade de adição de componentes agregados na construção civil. Nesse processo, o vidro é moído ou quebrado em cacos. Porém, a sua utilização no cimento tem exigido maiores pesquisas para determinar o grau da reação álcali-agregado, pois o vidro é composto por sílica substância que pode reagir ao álcalis do cimento em meio aquoso, compromento a qualidade do concreto.

Leia também:

Fontes:
http://thales1v3.blogspot.com/2009/11/reciclagem-do-vidro.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Reciclagem_de_vidro
http://www.gpi.org/learn-about-glass/
http://www.reciclagem.pcc.usp.br/vidro.htm
http://www.recicloteca.org.br/Default.asp?Editoria=5&SubEditoria=18