Conjuntura Econômica Global - Alemanha

  • Nome Oficial – República Federal da Alemanha / Capital – Berlim
  • Cidade mais Populosa – Berlim
  • Gentílico – Alemão/Alemã
  • Moeda – Euro (EUR)
  • Sistema Governamental – República federal Parlamentarista
  • Religiões Predominantes – Protestante, Católica e Muçulmana
  • Idioma – Alemão (Oficial)

Visão Geral

A Alemanha possui localização estratégica ao norte da Europa, na entrada do Mar Báltico. A população aproximada de 82 milhões de habitantes está distribuída em uma extensão de 357 mil Km2, dos quais 4,21% estão localizados na capital Berlim e 2,18% em Hamburgo (MRE-DPR, 2012).

Contexto Econômico

A economia alemã, a quinta maior do mundo em termos de paridade de poder aquisitivo e a maior da Europa, é um dos principais exportadores mundiais de máquinas, veículos, produtos químicos e equipamentos domésticos. Tal como os seus vizinhos da Europa Ocidental, a Alemanha enfrenta significativos desafios demográficos para o crescimento sustentado em longo prazo. Baixas taxas de fertilidade e declínio de imigração aumentam a pressão sobre o sistema nacional de assistência social o que provoca tensas discussões acerca de questões relacionadas aos valores de contribuição da força de trabalho ativa, bem como a idade mínima para aposentadoria.

O banco central alemão, Bundesbank, projeta um crescimento de 0,6% para o ano de 2012. Essa modesta projeção é resultado do agravamento da crise financeira da zona do euro, o que inibiu suas exportações. A demanda doméstica, desse modo, se tornou o motor da expansão econômica alemã.

Esforços no sentido de estabilizar a economia iniciados em 2008/2009 implementados no segundo mandato da chanceler Angela Merkel aumentaram o orçamento alemão para 3,3% no ano de 2010 e, por sua vez, a redução dos gastos e o aumento das receitas fiscais reduziram o déficit para 1,7% em 2011, abaixo dos 3% da União Europeia.

Após o desastre nuclear ocorrido em março de 2011 na cidade japonesa de Fukushima, Angela Merkel anunciou em maio de 2011, que oito dos 17 reatores nucleares do país seriam fechadas de modo imediato e, consecutivamente, todas as outras instalações finalizariam suas atividades em até no máximo 2022. Hoje a Alemanha busca a passos largos substituir a energia nuclear por fontes renováveis. Antes do encerramento dos oito reatores, a energia nuclear era responsável por 23% do abastecimento de toda a energia consumida no país.

  • PIB (US$) – 3.6 trilhões (2011);
  • PIB PPC* per capita (US$) – 39.234 (2011);
  • Força Laboral por ocupação – Agricultura: 1.6%, Indústria: 24.6% e Serviços: 73.8% (est. 2011);
  • Principais Produtos de Exportação –Veículos automotores; maquinário elétrico; metais.

* Poder de Paridade de Compra
Exportações

As exportações do país são destinadas em grande parte aos seus vizinhos europeus. Os principais compradores dos produtos alemães em 2011 foram: França (10%); Países Baixos (7%); Reino Unido (7%); Itália (6%); Áustria (6%) e Estados Unidos (6%). O Brasil obteve o 21º lugar entre os principais destinos das vendas do país, participando com 1% do total (MRE-DPR, 2012).

Banco Centralhttp://www.bundesbank.de
Site Governamentalhttp://www.bundespraesident.de
Consulado(s) no Brasilhttp://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil/a/alemanha

 

Leia também:

Referências:
BBC. Country profile. Disponível em <http://news.bbc.co.uk/2/hi/country_profiles/default.stm>
BRASIL. BrasilGlobalNet. Disponível em <http://www.brasilglobalnet.gov.br>
BRASIL. Embaixadas e consulados. Disponível em <http://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil>
CENTRAL INTELLIGENCE AGENCY. The word factbook. Disponível em <https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/index.html>

Arquivado em: Alemanha, Atualidades, Economia