Mineração

A exploração dos recursos minerais é uma atividade que sempre foi exercida pelo homem, uma vez que é a partir da natureza que ele se alimenta, se agasalha, encontra remédios, etc. Existem galerias e túneis encontrados por arqueólogos na Europa que datam do período neolítico.

Mineração de urânio (EUA, 1972). Foto: Bill Gillette / domínio público / via Wikimedia Commons

Mineração de urânio (EUA, 1972). Foto: Bill Gillette / domínio público / via Wikimedia Commons

Atualmente, a mineração é uma atividade econômica como indústria extrativa mineral, ou como indústria de produtos minerais, e tem como atividade a extração, a elaboração e o beneficiamento de minerais que se encontram em estado natural sólido, líquido e gasoso. São exemplos de minerais extraídos através da mineração o carvão, o petróleo e o gás natural.

Existem minas subterrâneas e também a céu aberto, além de pedreiras e poços. Nestes locais os minérios são preparados para a comercialização, porém sua condição primária não é alterada. Passam por processos preparatórios tais quais a trituração, a lavagem, a limpeza, a classificação, a granulação, a fusão, a destilação, etc.

A maioria dos metais são encontrados ainda misturados a outras substâncias, formando o que se chama de ganga. Dependendo da sua forma, tamanho e características físicas há diferenças no método de extração e também na preparação para a comercialização. O ouro, a prata, o cobre e a platina, porém, são exemplos de metais encontrados em estado puro.

Ao longo da história, a atividade de mineração veio evoluindo, porém foi na antiguidade que teve sua maior importância histórica, já que era através dela que muitos recursos naturais iam sendo descobertos. As pirâmides do Egito, por exemplo, foram construídas com grandes blocos extraídos das pedreiras; estes blocos tinham cerca de 15 toneladas cada. Em 3000 a.C. o Egito tornou-se a mais importante civilização do mundo, especialmente por terem dominado a mineração de metais como o cobre. Este foi apenas um dos fatos históricos importantes que envolviam a atividade de mineração.

Um dos primeiros métodos de mineração foi documentado pelo povo romano, e consistia em acender fogo sobre as rochas e esperar que elas se expandissem e rachassem, por conta do calor. Além deste método, foi descoberto em seguida o uso de picaretas, martelos, bombeamento, ventilação e carros de mão. Algumas das técnicas antigas ainda são utilizadas.

Com o passar do tempo, foi descoberto o uso da pólvora, o que fez a técnica de mineração progredir, e da dinamite, que aumentou ainda mais este progresso. Em seguida, foram desenvolvidas técnicas de perfuração, como a sonda rotativa, que existe desde 1813 e já recebeu diversas versões aprimoradas.

Já na contemporaneidade, a exploração dos minerais foi a base do progresso industrial e comercial, além de ser uma das bases do poder econômico, militar e político.

Fontes:
http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2013/08/09/ci-promove-terceiro-painel-de-ciclo-sobre-mineracao
http://prof-ferdinando.blogspot.com.br/2012/10/ciclo-da-mineracao-no-brasil.html
http://dorasiqueira.files.wordpress.com/2013/03/o-ciclo-da-minerac3a7c3a3o-e-a-sociedade-mineradora.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ciclo_do_ouro
http://pt.wikipedia.org/wiki/Minera%C3%A7%C3%A3o_no_Brasil

Arquivado em: Economia