Período Neolítico

Mestre em História Comparada (UFRJ, 2020)
Bacharel em História (UFRJ, 2018)

Ouça este artigo:

O período Neolítico é o último dos grandes períodos pré-históricos antes da Idade dos Metais, indo dos anos 10 mil a 5 mil a.C. Também conhecido como Idade da Pedra Polida, pois foi nessa fase que as ferramentas foram produzidas, através do atrito.

Com o final da Quarta Era Glacial, a água derretida das geleiras originou diversos rios, lagos e lagoas, trazendo fertilidade para o solo. Tal efeito fez com que o nível nutricional da terra aumentasse, possibilitando assim plantações de alimentos em grandes quantidades e favorecendo o surgimento das primeiras residências fixas.

Caça e colheita

Ao passar para o modelo sedentário, o homem neolítico foi observando que alguns alimentos poderiam ser armazenados por mais tempo, como foi o caso do trigo e do milho. Além destes, passaram a entender o cultivo de outras sementes. A domesticação de animais de médio porte, como o boi, começa nesta fase, em especial pela sua função no arado. Outros animais, como cães, eram utilizados na segurança ao redor dos assentamentos e nas caçadas.

Os grãos eram moedas de troca e parâmetro de preços para diversos produtos, eram centrais para o funcionamento do sistema econômico. Transformações também ocorreram nas ferramentas utilizadas, com pedras mais polidas, objetos de caça com cabos feitos de madeira e arco e flecha.

Organização Social

O surgimento de pequenas cabanas reunidas trouxe a aparição de aldeias, onde os grupos se ajudavam na alimentação em geral e na defesa contra animais selvagens que poderiam atacá-los. O acúmulo de bens era coletivo, o padrão de diferenciação social era através da designação de uma liderança.

A fixação em uma única localidade trouxe diversos avanços para a sociedade neolítica. Uma mudança na forma de se vestir foi uma delas, uma vez que não era mais necessário o uso de peles de animais, por serem muito pesadas e reterem muito calor, um problema em temperaturas mais amenas. No lugar dessas peles, tecidos feitos à mão com fibras utilizadas nas lavouras passaram a fazer parte do vestuário de grande parte desses grupos, principalmente na Europa.

Nesse período surge também uma das primeiras formas de divisão sexual do trabalho, onde cada gênero era designado para tarefas específicas. Para as mulheres, era designado o cuidado com a família, com os filhos gerados e com as colheitas. Aos homens, cabia as tarefas envolvendo a caça, a pesca e os demais afazeres externos, principalmente a segurança da aldeia.

Diorama apresentando o modo de vida no período neolítico. Foto: Biswarup Ganguly / Science and Technology Heritage of India Gallery / Wikimedia Commons / CC-BY-SA 3.0

Expressões visuais do Neolítico

As representações da vida coletiva passam a fazer parte das formas de expressão do período. Foi nessa fase que a cerâmica se desenvolveu, uma vez que já existiam pequenos objetos fabricados com material calcário. Os usos variavam desde armazenamento de grãos, demais produtos agrícolas e água, até em rituais religiosos primitivos com a arte ligada ao divino, cultuado em figuras femininas.

Pesquisadores do período acreditam que os desenhos deixados nas paredes de cavernas e em pedras tinham a função de registrar os acontecimentos do que acontecia e para fins de contabilidade das colheitas e das trocas realizadas.

Esta fase termina com o surgimento da escrita em algumas populações, que desenvolveram sistemas para expressar ideias, contabilizar colheitas e produtos que eram comercializados. Mesmo sendo melhor aprimorada nos anos seguintes, este foi um dos principais frutos do período.

Arquivado em: Pré-História