Economizando Energia em casa

O termo “economia” leva à muitas obras que se remetem a aspectos sobre como as pessoas podem economizar dinheiro a ponto de se tornarem “financeiramente confortáveis”.  Vários aspectos da vida cotidiana são mencionados, inclusive a economia de energia elétrica.

A água é a essência da vida em nosso planeta. Dentre as várias funções que lhe são delegadas, uma delas é a de produzir energia elétrica nas usinas hidroelétrica (lembrando que esta é, apenas, uma das formas de gerar energia elétrica). Sendo assim, quanto maior o consumo de energia elétrica, maior a quantidade de água exigida para a sua geração. Em tempos de escassez de água, a necessidade de economia se faz mais presente.  Em nosso país, a produção de energia elétrica a partir de usinas hidroelétricas, chega, segundo alguns especialistas, a 95%.

O dado alarmante é que, segundo o Programa de Combate ao Desperdício de Energia Elétrica (Procel) é da ordem de 40%. Deste total, mais da metade se concentra no desperdício residencial.

Pequenas atitudes podem amenizar este desperdício. Além da economia financeira, também representa o cuidado com o meio ambiente. Melhor para você, melhor para o mundo.

Para equipamentos elétricos em geral procure sempre aqueles que apresentam no selo PROCEL/INMETRO de economia de energia, a indicação “A”. Isso indica que são os mais econômicos.

Ao usar o condicionador de ar, mantenha as portas e janelas fechadas. Isso evita que o ar do ambiente seja renovado várias vezes e, com isso, o aparelho funcione em condições mais severas. Limpe os filtros periodicamente. Estando sujos, eles impedem a circulação livre de ar, aumentando o consumo de energia. Sempre que possível, utilize a ventilação natural. Não esqueça que este aparelho retira a umidade do ambiente e das pessoas que estão neste ambiente. Portanto, quando estiver sob a ação do condicionador de ar não esqueça de ingerir água com maior frequência.

Com relação ao computador, o monitor de vídeo é responsável por 70% do consumo de energia. Sempre que você der uma pausa no seu trabalho, desligue-o ou configure-o para desligar automaticamente após alguns minutos sem utilização.

O chuveiro elétrico é um dos principais vilões. Há uma economia de energia da ordem de 30% colocando a chave seletora na posição verão (nunca mude a posição da chave com o chuveiro ligado!). Faça o que muita gente esquece de fazer: limpe periodicamente os orifícios de saída de água. Este equipamento funciona com o resistor variável. Nunca reaproveite uma resistência queimada. Além de aumentar o consumo, coloca em risco sua segurança.

O ferro de passar deve ser utilizado (de preferência) quando houver uma quantidade razoável de roupas. Passe tudo de uma só vez. Qualquer equipamento, quando ligado e desligado várias vezes, provoca um grande desperdício de energia, além de reduzir a sua vida útil.

A iluminação é outro fator crítico! Sempre que possível, aproveite a luz do sol, evitando acender lâmpadas ao dia. Ao sair do ambiente, sempre apague as luzes. Paredes internas devem ser pintadas com cores claras, porque refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminação artificial. Dê preferência às lâmpadas fluorescentes compactas (LFC) ou circulares. Além de consumir 1/3 menos energia que as correlatas incandescentes, duram 10 vezes mais. Estas lâmpadas são indicadas para qualquer ambiente que necessite de iluminação continuada por mais de 2 horas seguidas. Para pensarmos na economia: Se você utiliza uma lâmpada incandescentes de 100W, ao substituí-la por uma fluorescentes de 32W você estará economizando da ordem de 60% da energia consumida.

A geladeira: Instale-o em local arejado, desencostado de paredes ou móveis, distante de raios solares e fontes geradoras de calor como fogões e estufas. Nunca utilize a parte traseira do aparelho para secar panos e roupas. Guarde ou retire alimentos e bebidas de uma só vez evitando abrir o refrigerador/freezer sem necessidade, pois a cada vez que a porta é aberta, ocorre entrada de ar quente, fazendo com que o motor trabalhe mais e, em consequência, consuma mais energia (isso sem contar o fato daquele esforço extra que temos que fazer quando temos que abrir a porta tão logo tenhamos fechado!). Não forre as prateleiras internas com vidros ou plásticos: isso evita a convecção térmica (principal fenômeno físico responsável pela refrigeração dos alimentos).

Estas são apenas algumas das centenas (senão milhares) de orientações que devem ser seguidas. Além de ajudar o meio ambiente, é possível economizar uma quantia significativa.

Fonte:

https://www.coelce.com.br/parasuaresidencia/dicas-e-orientacoes/dicas/dicas-de-economia.aspx

Economize Sempre: O Planeta Agradece O Seu Bolso Tambem Por Isalva Accioly

Arquivado em: Economia, Eletricidade