Origem da Vida

Teorias religiosas e mitológicas

Antes de surgirem os experimentos sobre a origem dos seres vivos e do planeta, as idéias que predominavam eram as religiosas e mitológicas. Muitas resistem até os dias atuais. Muitas religiões possuem seu livro sagrado, que explica sobre a origem no universo.

Ainda que muito difundidas e respeitadas mundialmente, essas teorias não são aceitas pelos cientistas, pois a ciência só aceita o que pode ser provado experimentalmente, e até então ninguém conseguiu fazer um homem de areia se transformar em um ser vivo, ou de uma costela desenvolver uma mulher.

Muitas pessoas, em decorrência de sua crença na religião, acreditam apenas nessa hipótese.

Hipótese extraterrestre

Nessa teoria, fragmentos de “vida” ou moléculas que possam ter dado origem á vida chegaram ao planeta terra através de meteoros e meteoritos. Naquela época, a Terra recebia milhares de toneladas de meteoritos, e neles poderiam ter chegados esporos ou outras formas de vida extraterrestres, que aqui encontraram condições ideais de vida, se desenvolveram e se diversificaram até dar origem à todos os seres vivos que existem.

Esta teoria não é muito aceita, pois quando algum objeto entra na atmosfera, sua velocidade e atrito com o ar são tão grandes, que o aquecimento provocado era capaz de destruir qualquer forma de vida ali existente.

Evolução química

Esta é a teoria mais aceita pelos cientistas e defende que a vida tenha começado a partir de alguns átomos que surgiram na atmosfera, e que com o passar do tempo, mudanças climáticas e tempestades da atmosfera primitiva começaram a fazer ligações químicas, se tornando moléculas cada vez mais complexas, e que depois de milhares de anos originaram um ser vivo.

Como foi dito acima, a ciência só aceita aquilo que pode ser provado. Francis Miller, em 1953, realizou experimentos em laboratório e conseguiu demonstrar que esta teoria estava, em parte, correta. Não realizou o experimento por completo, revendo toda a teoria porque precisaria milhões de anos para isso.

Arquivado em: Evolução, Religião