Exame de Fezes

Por Débora Carvalho Meldau
O exame de fezes engloba as análises macroscópicas, microscópicas e bioquímicas para pesquisar possível presença de sangramento gastrointestinal, distúrbios hepáticos e dos ductos biliares e problemas de malabsorção, bem como a presença de parasitas e bactérias patogênicas.

Este exame é recomendado em determinadas situações, como:

  • Avaliação das funções digestivas;
  • Dosagem da gordura fecal;
  • Pesquisa de sangue oculto;
  • Pesquisa de ovos de parasitas;
  • Coprocultura.

Os exames de fezes normalmente realizados são: protoparasitológico, cultura de fezes, pesquisa de sangue oculto, pesquisa de Isospora sp. e Cryptosporidium sp., pesquisa de gordura, pesquisa de Enterobius vermiculares.

Protoparasitológico

Este tipo de exame de fezes é feito para pesquisa de helmintos e protozoários nas fezes.

O paciente deve evacuar em um recipiente limpo e seco e transferir uma porção das fezes que acabou de liberar para o frasco coletor, tomando cuidado para não ultrapassar a metade do deste. O paciente não deve fazer o uso prévio de laxantes ou supositório. O material deve ser mantido sob refrigeração.

Coprocultura (Cultura de Fezes)

O paciente deve colher a amostra num recipiente adequado, contendo o meio de transporte Cary Blair e enviar ao laboratório até 24 horas após a colheita. Apenas introduzir o swab nas fezes recém evacuadas e transpor este para o meio em questão. O material não deve ser refrigerado e o paciente não deve fazer o uso de laxantes.

Pesquisa de Sangue Oculto

Três dias antes da realização do exame, é necessário que o paciente inicie uma dieta livre de carnes e seus derivados, bem como alimentos coloridos e que possuam alta atividade de peroxidase, especialmente beterraba, espinafre, rabanete, nabo, brócolis, maçã, banana, couve-flor e melão. O paciente também não deve usar fármacos irritantes da mucosa gástrica, como antiinflamatórios corticóides, aspirina, ferro e vitamina C.

Outra precaução que deve ser tomada é evitar o sangramento gengival durante a higiene bucal, e também, nos casos de hemoptise (sangramento nasal) ou sangramento anal, a coleta deverá ser evitada.

No terceiro dia de dieta, o paciente deve colher uma amostra de fezes e enviar ao setor de coleta no mesmo dia ou, no máximo, até o dia seguinte, desde que o material fica sob refrigeração.

Pesquisa de Isospora sp. e Cryptosporidium sp.

Neste tipo de exame de fezes o paciente precisa evacuar em um recipiente limpo e seco e passar uma porção do material, por conseguinte, para o frasco coletor, tomando cuidado para não ultrapassar a metade do frasco.

Pesquisa de Gordura (Sudam III)

O paciente deve evacuar em recipiente limpo e seco, transferindo, subseqüentemente, o material emitido para o frasco coletor, não devendo ultrapassar a metade do frasco. As fezes devem ser mantidas sob refrigeração até serem enviadas ao laboratório.

O exame metamucil contraste interfere no resultado da pesquisa de gordura nas fezes, devendo-se esperar uma semana para a realização do exame.

Pesquisa de Enterobius vermiculares

A colheita das fezes deve ser feita pela manhã, sem que o paciente tenha realizado a higiene anal naquele dia. Este deve utilizar uma fita adesiva de 10 cm, transparente, contornando-a no fundo de um tubo de ensaio deixando a parte da cola externamente. Os glúteos devem ser afastados para expor o ânus e a fita deve ser aplicada diversas vezes na região perianal. A região aderente da fita deve ser colada em uma lâmina, evitando que se formem bolhas de ar e pregas. Por conseguinte, a lâmina deve ser identificada e enviada ao laboratório.

O uso de supositórios e fármacos de administração tópica pode interferir no resultado.

Fontes:
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/assistencialaboratorial/Coleta_Laboratorial_Cap3.pdf
http://www.examesdelaboratorios.com.br/exame-de-fezes-completo.html

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.