Coordenadas geográficas

Mestrado em Geografia (UFSC, 2015)
Graduação em Geografia (UFSC, 2012)

Qualquer ponto na superfície terrestre pode ser localizado através de uma rede de linhas imaginárias que dividem o globo. Essas linhas originam dois tipos de coordenadas – a latitude e a longitude – que, conjuntamente, formam o que chamamos de coordenadas geográficas.

As coordenadas geográficas são uma espécie de endereço de qualquer localidade na superfície do planeta Terra. Esse endereço é determinado de modo similar ao plano cartesiano das aulas de matemática, onde a localização de um ponto é determinada pelo cruzamento das coordenadas x e y; no caso de nosso planeta, o processo é semelhante, mas devido à sua esfericidade as coordenadas são medidas em graus.

Representação da Terra com destaque à Linha do Equador e os demais paralelos na posição horizontal e Greenwich e os demais meridianos na posição vertical. Ilustração: IBGE

Representação da Terra com destaque à Linha do Equador e os demais paralelos na posição horizontal e Greenwich e os demais meridianos na posição vertical. Ilustração: IBGE

O Equador é uma linha traçada num plano perpendicular ao eixo terrestre, que circunda horizontalmente a parte central do planeta e determina a divisão do globo em dois hemisférios (do grego hemi, ‘metade’, e sphaera, ‘esfera’): o Hemisfério Norte e o Hemisfério Sul. A partir do Equador, podemos traçar círculos paralelos que possuem um diâmetro menor quanto mais afastados se encontram em direção ao norte ou ao sul. Esses círculos são chamados de paralelos e a distância deles em relação ao Equador, que pode variar de 0° a 90° para o norte (N) e para o sul (S), chama-se latitude.

Todos os lugares que estão sobre o mesmo paralelo, têm a mesma latitude. Portanto, saber a latitude de um ponto não é suficiente para que possamos localizá-lo. É necessária uma segunda coordenada que nos permita localizar um determinado ponto, que é a longitude.

Para determinar a longitude foram criados os meridianos, que são linhas verticais que cruzam os paralelos perpendicularmente. Os meridianos são semicircunferências, têm todos o mesmo tamanho e convergem para os polos. Todos os meridianos são medidos a partir do meridiano de Greenwich, que corresponde a 0° e está localizado nas proximidades de Londres, na Inglaterra. O meridiano oposto, a 180°, é chamado de antimeridiano. Juntos, os dois dividem a Terra em dois hemisférios: Hemisfério Oeste ou Ocidental, e o Hemisfério Leste ou Oriental. Deste modo, os demais meridianos podem ser identificados por sua distância em relação ao meridiano de Greenwich. Essa distância corresponde à longitude, variando de 0° a 180° para leste (E - do inglês east) e para oeste (W - west).

Seria fácil, por exemplo, encontrar um ponto de coordenadas 27° S e 48° W, pois ele estará no cruzamento do paralelo 27° S com o meridiano 48° W. Ao consultar um mapa, pode-se verificar que esse ponto está muito próximo do município de Florianópolis, Santa Catarina. Porém, para que se possa localizar uma área com exatidão, é necessário indicar as medidas em graus, minutos e segundos. As coordenadas geográficas do centro de Florianópolis – mais especificamente, da Catedral Metropolitana – são 27º 35' 48" S e 48º 32' 57" W. Ou seja, a latitude e a longitude nos fornecem o endereço geográfico das localidades.

No Google Maps, por exemplo, é possível buscar lugares de acordo com as coordenadas geográficas inseridas.

No Google Maps, por exemplo, é possível buscar lugares de acordo com as coordenadas geográficas inseridas.

Curiosidade: Você sabia que Macapá é a única capital brasileira que é cortada pela linha imaginária do Equador? Para demarcá-la, foi construído um monumento conhecido como Marco Zero, que está localizado a 5km do centro da cidade. O monumento contém um relógio de sol e está posicionado exatamente entre os hemisférios Norte e Sul, o que permite aos visitantes trocarem de hemisfério com um passo, ou mesmo estarem com um pé em cada hemisfério. Na mesma cidade, está o estádio de futebol conhecido como Zerão. Nele, a linha que divide o campo de jogo é demarcada pelo Equador, fazendo com que os dois times ataquem e defendam suas metas em hemisférios distintos.

Referências bibliográficas:
Projeto Araribá - Geografia (5ª série) – São Paulo: Moderna, 2006; http://www.scipioneatica.com.br/fp/ggb_volume1/index.html
http://vamoscontar.ibge.gov.br/atividades/ensino-fundamental-6-ao-9/7764-linhas-imaginarias.html

Arquivado em: Cartografia, Geografia