Europa Setentrional

Por Felipe Araújo
O bloco continental do norte da Europa é chamado de Europa Setentrional. A definição para essa porção de terra do continente, durante muito tempo, recebeu diversas denominações. Porém, o consenso atual aponta para as seguintes regiões como formadoras desta área: Península de Kola e Svalbard, Ilhas Feroé, Åland, Noruega e Suécia, Islândia, Finlândia, Dinamarca, Carélia, Lituânia, Letônia, Estônia, República da Irlanda, Ilhas do Canal, Ilha de Man, Polônia setentrional, Alemanha setentrional, Luxemburgo, Bélgica, Países Baixos, Rússia ocidental e os limites do Mar do Norte do Mar Báltico.

Apesar de haver este consenso em relação as áreas formadoras da Europa Setentrional, os únicos países reconhecidos pela Divisão de Estatística das Nações Unidas são: Suécia, Noruega, Lituânia, Letônia, Dinamarca, Estônia, Finlândia e Islândia. A maioria destes países é formadora da União Europeia (UE).

As regiões que formam a Europa Setentrional, em sua maioria, apresentam redes hidrográficas com destaque para grandes lagos como o Vänern e o Peipus, além de rios com o Indai e o Ume. Com a função de produzir eletricidade para diversas áreas da Europa Setentrional, os rios localizados nos Alpes Escandinavos são de extrema importância econômica.

No ano de 1990, diversos territórios que pertenciam à União Soviética tornaram-se independentes e formaram a parte setentrional da Europa. Lituânia, Estônia e Letônia fazem parte deste grupo que tiveram sua inclusão nos setentrionais devido a fatores econômicos, étnicos e culturais. Nos países que abrangem a península escandinava - Finlândia, Suécia e Noruega - há predominância da pesca e economia madeireira. Além disso, estas são as áreas de mais baixas temperaturas em toda a Europa.

A mais importante formação montanhosa da Europa Setentrional são os Alpes Escandinavos, enorme elevação de montanhas que perpassa quase a totalidade da Península da Escandinávia, cortando-a de norte a sul, com extensão de 1.700 quilômetros. Esta cordilheira apresenta planaltos, lagos, vales glaciais que foram formados pela erosão do gelo, tendo sido invadidos pela água marítima. Em sua parte oeste, apresenta fiordes, que são grandes entradas do mar no meio de montanhas rochosas altas.

Apesar da marcante presença de planícies, algumas nações da Europa Setentrional apresentam depressões que são fruto da época da erosão glacial. Destas depressões surgiram os lagos, predominantemente encontrados em países com ao Finlândia.

Antigamente, o termo setentrional era utilizado somente em referência a países como a parte europeia da Rússia, Groenlândia e os Países Bálticos. Porém, atualmente, até mesmo regiões como Alemanha, Áustria e os Países Baixos são associados ao termo.

Fontes:
http://www.luventicus.org/mapaspt/europa/europasetentrional.html
http://www.zemoleza.com.br/carreiras/18791-europa-setentrional.html
http://geografiaetal.blogspot.com.br/2009/05/europa-setentrional-paises-nordicos.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Europa_Setentrional