História da Geografia

Por Emerson Santiago
A Geografia é uma das mais antigas ciências desenvolvidas pela civilização ocidental, tendo seus conceitos básicos delineados na Grécia Antiga, onde esta se desenvolveu como ciência e método de pensamento filosófico. No início era conhecida como História Natural ou Filosofia Natural. Como maiores contribuintes deste início do desenvolvimento desta disciplina podemos citar Tales de Mileto, Heródoto, Eratóstenes, Hiparco, Aristóteles, Estrabão e Ptolomeu. Com a expansão grega promovida por Alexandre da Macedônia (Alexandre, o Grande), o interesse pelo estudo das novas terras colonizadas aumenta consideravelmente, em especial pelos fatores práticos que o conhecimento da matéria proporcionava, como incremento das técnicas de navegação, que contribuiriam para uma atividade comercial mais intensa, e bem como os melhoramentos que a geografia adicionava à agricultura, indicando épocas, climas e solos ideais a um melhor cultivo.

No período de auge do Império Romano, a geografia irá contribuir com mais uma gama de conhecimentos, como por exemplo o chamado "périplo", ou seja, a descrição dos portos, rotas e escalas que os navegantes da época dispunham para realizar o comércio, tão necessário ao funcionamento do Império, e também, por outro lado, garantindo sua eficaz proteção militar. Dois exemplos de obras dedicadas a este segmento da matéria geográfica que sobreviveram aos dias atuais são o "Périplo do cartaginês Hanão, o navegador", e outra de autor não identificado, e mais amplamente difundida, o "Périplo do Mar Eritreu" (Mar Eritreu é o antigo nome que os gregos utilizavam para se referir ao Mar Vermelho).

Com a queda do Império Romano do Ocidente, os árabes irão se destacar no conhecimento geográfico, através da tradução de muitas das obras chaves da geografia grega, bem como obras originais de Al Idrisi ou Ibn Batutta, que percorreu todo o norte da África e Ásia.

As explorações relizadas pelos portugueses no século XVI irão dar novo impulso à exploração e conhecimento de diferentes regiões do globo. Elas foram em grande parte inspiradas por obras de viajantes como Marco Polo, que conheceu boa parte do Oriente Médio e Extremo, que causou impressões fortes em muitos, que apelidarão jocosamente seu trabalho de "Il Millione" (O Milhão), devido ao exagero que acreditam ali estarem contidos.
É a partir de século XVIII que a geografia foi sendo discretamente reconhecida como disciplina, recebendo a atenção de grandes intelectuais como Kant, Montesquieu, Goethe, que desenvolveram a chamada "geografia social". Cem anos mais tarde, teremos a Escola Alemã, com o conceito de determinismo, que ligava o clima ao desenvolvimento intelectual do ser humano. Na década de 30 do século XX, predominariam as ideias da Escola Francesa e o conceito de possibilismo, que estabelecia que as escolhas feita pelo ser humano levariam ao seu respectivo desenvolvimento cultural.

A partir de então, a Geografia passa a adotar conhecimentos acessórios como a estatística, além de novos equipamentos, como o computador e o satélite.

Bibliografia:
não identificado. História da Geografia. Disponível em: http://www.fiorgeograf.com.br/historia_da_geografia.htm. Acesso em 16/05/2011.