Objetivos do Milênio

A Cúpula do Milênio foi um evento promovido pelas Organizações das Nações Unidas (ONU), realizado em sua sede, em setembro de 2000. Em 8 de setembro, os 191 lideres dos Estados-Membros das Nações Unidas, assinaram a Declaração do Milênio, uma declaração onde esses líderes assumem o compromisso de eliminar a fome e a pobreza extrema de todo o planeta até o ano de 2015.

A partir desse documento, foi elaborado Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas (ODMs), uma proposta para mobilizar os governos e a sociedade a buscarem formas de superar a fome e a pobreza. São 8 os objetivos:

Acabar com a fome e a miséria

Milhares de pessoas passam fome no Mundo, inclusive no Brasil, sobretudo na região Nordeste. Os maiores índices de desigualdade social ocorrem na África Subsaariana, América Latina e Caribe.

Educação básica de qualidade para todos

No Mundo, mais de 100 milhões de crianças em idade escolar não estão na escola. No Brasil, a maioria das crianças tem acesso à escola, no entanto, a frequência das mais pobres e a qualidade da educação merecem atenção.

Igualdade entre sexos e valorização da mulher

A desigualdade entre gêneros ocorre com diferentes intensidades pelo Mundo. No Brasil, o desafio é atingir a igualdade, pois as mulheres têm menos oportunidades de trabalho, ocupam os cargos inferiores e recebem menos em relação aos homens quando exercem a mesma função.

Reduzir a mortalidade infantil

Nos países onde as condições sanitárias, e os serviços de saúde são precários, os índices de mortalidade infantil ainda são muito altos. No Brasil, as crianças pobres tem o dobro de chance de morrer até os 5 anos. No Nordeste, o índice de mortalidade infantil é o dobro da média nacional.

Melhorar a saúde materna

Na África Subsaariana, a mortalidade entre gestantes ou durante o parto é alarmante. No Brasil, a preocupação com a saúde da mulher e o cuidado pré-natal tem surtido efeito, diminuindo o índice de mortalidade entre as gestantes.

Combater a AIDS, a malária e outras doenças

Doenças como a AIDS, a malária e a tuberculose são responsáveis por milhões de mortes todos os anos pelo Mundo. O Brasil foi pioneiro ao proporcionar o tratamento e a medicação gratuita para os portadores de HIV em sua rede de saúde. Em relação à malária, o Brasil é o país com o maior índice da doença nas Américas.

Garantir a Sustentabilidade Ambiental

O aumento das áreas protegidas e a diminuição do índice de pessoas sem acesso a água potável é o desafio em nível mundial. No Brasil, além do acesso a água potável a todos, é necessária a melhoria das condições de moradia e, consequentemente, do saneamento básico.

Estabelecer Parceria Mundial para o Desenvolvimento

Algumas medidas em relação à dívida externa dos países mais pobres, a ajuda humanitária, entre outras, são metas nesse objetivo. O Brasil defende um comércio internacional mais justo, além de difundir entre os demais países, a ideia de tornar gratuito o acesso aos medicamentos contra o HIV.

Desde 2000, anualmente a ONU publica o Relatório do desenvolvimento Humano, no qual consta o ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Nessa mesma publicação, são comentados os avanços e previsões em relação aos indicadores dos Objetivos de desenvolvimento do Milênio.

Fontes
Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Acessado em 13 de mar. 2009. Disponível em: http://www.pnud.org.br/home/index.php

Arquivado em: Geografia, Sociedade