Rochas Sedimentares

Por Emerson Santiago
Rocha sedimentar é um tipo de rocha constituída de sedimentos, que são as inúmeras partículas de rocha, lama, matéria orgânica, podendo até mesmo possuir em sua composição restos corpóreos de vegetais e animais.

Quando toda esta matéria é transportada e acumulada em um determinado local, sofrendo ação da temperatura (frio ou calor), ocorre o fenômeno da diagênese ou litificação, ou seja, a transformação de sedimento em rocha. Os locais mais comuns para a ocorrência do processo são os lagos, baías, lagunas, estuários, deltas e fundo de oceanos.

Não é por acaso que esta espécie de rocha é prolífica na preservação de fósseis animais e vegetais,  exatamente pelo fato de tais corpos muitas vezes estarem envolvidos entre a matéria constitutiva de toda rocha sedimentar. Constituem tais rochas ainda uma fina camada da crosta terrestre, representando cerca de 75% das rochas expostas à superfície.

O tipo mais comum de rocha sedimentar é a do processo descrito acima, que receberá o nome de clástica ou mecânica. Há outro tipo sedimentar cuja matéria que o forma é predominantemente orgânica, com destaque para litificação de restos orgânicos, como os do carvão. O processo é virtualmente o mesmo das rochas sedimentares clásticas, porém este grupo recebe o nome de rocha sedimentar orgânica.

Um terceiro tipo importante de rocha sedimentar é produto da precipitação de elementos químicos como o carbonato de cálcio ou halita (sal de cozinha), onde os sais são dissolvidos na água de lagos, lagunas, mares rasos, precipitando-se através da evaporação da água. Estas são as rochas sedimentares químicas.

Além desta classificação que dá prioridade ao processo de formação, temos outra, que leva em conta o material que compôem as rochas. Tais classificações diversas servem bastante para ter uma ideia global tanto da formação como dos "ingredientes" das rochas estudadas, percorrendo diferentes aspectos. Seguindo tal orientação, teremos então:

  • Rochas sedimentares detríticas - predominantemente constituídas pelos detritos de outras rochas, resultante do processo conhecido como "meteorização" de outras rochas já existentes. As sedimentares detríticas apresentam-se de duas formas, podendo ser:
    • não consolidadas, como depósito de balastros, areias, siltes e argilas, e
    • consolidadas, formadas pela consolidação destes mesmos sedimentos detríticos por diagênese.
  • Rochas sedimentares quimiogênicas - originárias do processo de precipitação de minerais em solução. Neste grupo temos o calcário, o gesso e o sal-gema.
  • Rochas sedimentares biogênicas - são rochas constituídas de sedimentos de origem biológica, resultado dos restos físicos de seres vivos ou resultantes de sua atividade. Exemplos de rochas sedimentares biogênicas são o calcário e o carvão.

A importância econômica das rochas sedimentares deve ser destacada levando-se em conta a sua grande utilização principalmente na área da construção civil. Isso sem mencionar que tais rochas são as fontes de petróleo e hidrocarbonetos, de importância capital para a economia atual. Ainda é necessário destacar a já mencionada importância de tais rochas nos estudos de paleontologia, pois são fontes riquíssimas de fósseis de antigos animais e plantas.

Leia também:

Bibliografia:
http://www.ufrgs.br/paleodigital/Rochas_sedimentares.html
http://maisbiogeologia.blogspot.com/2009/03/classificacao-das-rochas-sedimentares.html