Aquífero

Por Marina Martinez
Aquífero é uma formação geológica subterrânea que funciona como reservatório de água, sendo alimentado pelas chuvas que se infiltram no subsolo. São rochas com características porosas e permeáveis capazes de reter e ceder água. Fornece água para poços e nascentes em proporções suficientes, servindo como proveitosas fontes de abastecimento.

Uma formação geológica para ser considerado um aquífero deve conter espaços abertos ou poros repletos de água e permitir que a água tenha mobilidade através deles.

De acordo com o armazenamento da água, os aquíferos podem ser de dois tipos:

Aquífero livre ou freático

É uma formação geológica de característica permeável, parcialmente saturada de água. Sua base é formada por uma camada impermeável como, por exemplo, a argila, ou pode ser semipermeável. Neste aquífero existe uma superfície livre de água que se encontra sob pressão atmosférica (superfície piezométrica). Em aquíferos livres o nível da água varia segundo a quantidade de chuva e é o tipo de aquífero mais comum e mais explorado pelos homens. Porém, são também os aquíferos que apresentam maiores problemas de contaminação.

Aquífero confinado ou artesiano

Este tipo de aquífero ocorre quando a água subterrânea está confinada sob uma pressão superior do que a pressão atmosférica, isto, devido à existência de uma camada confinante impermeável acima do aqüífero. Pelo fato de a água encontrar-se a uma pressão superior à atmosférica, quando se faz um furo para extração, a água sobe até a superfície piezométrica, dando origem a um furo artesiano. Assim a água chega até a superfície sob a forma de repuxo, sendo o furo artesiano denominado furo repuxante.

Quanto ao tipo de rocha armazenadora, os aquíferos podem ser:

  • Aquíferos Porosos: Esses tipos de aquíferos apresentam espaços vazios de pequenas dimensões (poros), por onde a água circula. Estão associados com rochas do tipo sedimentares consolidadas, solos arenosos e sedimentos inconsolidados. Representam o grupo de aquíferos mais importantes, devido ao grande volume de água que armazenam e também por serem encontrados em muitas áreas.
  • Aquíferos Fraturados ou Fissurados: São caracterizados por possuírem fraturas abertas que acumulam água. Estas fraturas representam o resultado de alguma deformação sofrida por uma rocha quando esta é submetida a esforços tensionais de natureza diversa. Os aquíferos fraturados estão associados com rochas do tipo ígneas e metamórficas.
  • Aquíferos Cársticos: São formados em rochas carbonáticas. As fraturas presentes neste tipo de aquífero podem atingir dimensões maiores, devido à dissolução do carbono pela água. Assim, podem formar grandes rios subterrâneos.

Os aquíferos desempenham importantes papeis na natureza e cumprem várias funções.  Através deles os cursos de águas superficiais são mantidos estáveis e o excesso de água (trasbordamento) é evitado através da absorção da água da chuva. Assim, em regiões como a Ásia tropical, caracterizada por uma longa estação quente (9 meses) e marcada por chuvas intensas, os aquíferos são de grande auxílio.

No Brasil, localiza-se a maior reserva subterrânea de água doce do mundo, chamada Aquífero Guarani. É considerado um dos maiores aquíferos existentes, com aproximadamente 1,2 milhão de km², sendo a maior parte da área ocupada pelo aquífero presente no subsolo do centro-sudoeste do Brasil.

Leia também:

Referências Bibliográficas:
http://www.suderhsa.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=63
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aquífero
http://www.abas.org/educacao.php#ind21
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aquífero_Guarani
http://toxics.usgs.gov/photo_gallery/capecod.html