Império Colonial Britânico

Era denominado Império Colonial Britânico um conjunto de domínios, colônias, protetorados, mandatos e territórios governados ou administrados pela Inglaterra. Maior império colonial de seu tempo, originou-se através das colônias e entrepostos estabelecidos pela Inglaterra (importante notar que ainda não se tratava do Reino Unido, edificado posteriormente) em fins do século XVI e início do século XVII. Seu apogeu ocorre durante praticamente todo o século XIX, fazendo de sua metrópole uma potência global.

Permanecendo à margem da Era dos Descobrimentos, França, Países Baixos e Inglaterra decidem entrar tardiamente na corrida pelo estabelecimento de colônias. Lentamente, durante um século e meio, em meio a uma série de guerras contra Países Baixos e França, dentro e fora da Europa, a já formada Grã-Bretanha (em 1707) irá se tornar potência dominante na América do Norte e na Índia.

Logo depois, porém, as treze colônias de povoamento da América do Norte irão conquistar a independência ante a já estabelecida potência marítima, aplicando a esta uma humilhante derrota.

Após este temporário revés, o país irá voltar suas atenções para a África, Ásia e Pacífico, muito disso explicável pela Doutrina Monroe elaborada pelos norte-americanos, de que as potências europeias deveriam abster-se de interferir nos assuntos relativos ao continente, sendo agora missão dos EUA (corroborada pela ideia trazida pelo "destino manifesto") de tutelar os destinos dos nações subdesenvolvidas do continente americano. A derrota da França Napoleônica pouco depois irá dar ao recém-formado Reino Unido um predomínio indiscutível ante as grandes potências europeias. O governo da Rainha Vitória (1837 - 1901), ou "período vitoriano" marca o auge da predominância britânica no mundo, onde o pais era o mais industrializado de todos, sempre inovador no campo tecnológico, tornando-se por isso mesmo um centro mundial de pesquisa e conhecimento, com suas universidades atingindo um nível de excelência inédito. Isso sem contar o domínio amplo das principais rotas marítimas, dos principais entrepostos comerciais do planeta, e dono de um império cuja extensão territorial superava a de todas as outras potências. Aliás, em 1877, quando o primeiro-ministro Benjamin Disraeli declara a rainha Vitória imperatriz da Índia, é que proclama-se formalmente a instituição de um "Império Britânico", de fato e de direito.

A principal jóia do império colonial britânico era a Índia, que funcionava como centro fornecedor e também consumidor de boa parte da produção do império. O "British Raj", nome pelo qual o domínio britânico na Índia era referido, durou cerca de um século, da metade do século XIX até pouco depois da Segunda Guerra Mundial.

Apesar de sair vitoriosa das duas Guerras Mundiais, a força do Reino Unido como potência foi encolhendo aos poucos. O país saiu extremamente enfraquecido das duas guerras, muitos setores industriais foram extintos devido à concorrência de outras potências (em especial Estados Unidos, e Japão e Alemanha no pós-Segunda Guerra). Em 1947, o país retira-se da Índia, e no fim da década de 50, a presença britânica na África começa a ser desmantelada, começando por Gana. Atualmente, o Reino Unido ainda possui colônias, muito delas localizadas no Mar do Caribe, sendo possessões geralmente de dimensões diminutas, do tamanho de municípios médios brasileiros.

Bibliografia:
The British Empire. Disponível em <http://www.britishempire.co.uk/>. Acesso em: 11 set. 2011.