Clero

Clero ou clérigo é a conjuntura de sacerdotes que fazem parte de alguma missão doutrinária. Essa denominação é comumente ligada à Igreja Católica, principalmente pelo papel exercido por eles durante a Idade Média.

Na Europa medieval, o Cristianismo tinha uma importante ligação política após a criação do Estado Romano no século IV. Os imperadores queriam impor a religião a seus povos no sentido de criar uma unificação católica que não permitisse interpretações equivocadas da Bíblia. Para tanto, formam o Concílio de Niceia para definir as diretrizes dogmáticas da religião.

Formaram a base do clero hierárquico, dividido por:

  • Diáconos: a mais baixa hierarquia do clero. Eram responsáveis pelo contato direto com o povo, vigiavam aqueles que frequentavam regularmente as missas aos domingos e denunciavam as famílias que não seguiam o ensinamento religioso. Nos períodos de guerra, convenciam as camadas mais baixas a lutarem a favor da religião, seguindo os interesses dos imperadores.
  • Presbíteros: celebravam as missas e eram responsáveis pelo ensinamento religioso de determinada comunidade. Eram celibatários, ou seja, podiam realizar casamentos entre seu povo e escolher os membros diáconos de sua paróquia.
  • Epíscopes: constituídos pelos bispos, arcebispos, patriarcas e o papa, eles têm papel fundamental nas decisões da Igreja Católica. O papa é como se fosse a representação do apóstolo Pedro na Terra e representa a supremacia da religião cristã.

Todo o clero da Igreja Católica é formado por homens - algo que persiste até hoje - pois, segundo os ensinamentos bíblicos, Jesus só andava com apóstolos homens. As mulheres eram coadjuvantes do clero e recebiam atribuições minoritárias, como organização de eventos ligados à Igreja e auxílio aos diáconos no contato com os povos.

A ascensão da fé na Idade Média deu à Igreja grandes poderes políticos e econômicos. Aliada ao Império, estava sempre de olhos abertos para conter qualquer indício de dissidência por parte de seus fieis. Por conta disso, eram premiados com grandes propriedades de terra e exigiam cada vez mais a devoção de seu povo.

Entretanto, o envolvimento político-econômico da Igreja acabou criando uma divisão interna, de onde saíram os monásticos. Interessados em viver no plano espiritual, eles se refugiavam para locais distantes para se concentrarem na fé religiosa, formando os primeiros monastérios. Eles ainda faziam parte da Igreja vivendo sob as contenções definidas pelos mosteiros, constituindo o clero regular.

Já o clero secular, composto pelo mais alto nível hierárquico da Igreja, continuava a participar das decisões políticas, principalmente após a chegada dos árabes na península ibérica.

Fontes:
http://www.brasilescola.com/historiag/o-clero.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Clero

Arquivado em: Cristianismo, Idade Média