Texto

Por Roberta Laisa Dantas de Sousa
É uma forma de interação social, podem ter características faladas ou escritas, tamanhos diversificados. Por meio de um objetivo gira em torno de idéias e sentidos, se expressa de forma verbal e não-verbal.

Os Textos estruturam-se de acordo com algumas regras, fatores e características:

Contexto – como, com quem ocorrem as formas comunicativas; dados comuns ao emissor e ao receptor. Busca representar o ouvinte e o leitor, estabelecer o lugar que acorre a interação e quais finalidades.

Intertextualidade – é ser capaz de observar ou fazer ligações de um texto sobre outro, seja ou não do mesmo autor, porém de mesmo assunto. Quando lemos ou ouvimos um texto é necessária uma série de informações externas para um melhor entendimento do texto.

Parágrafo – um texto pode ser formado por diversos parágrafos, apresentado de acordo com o grupo de idéias. O parágrafo é composto de frases, é uma mudança de linha. Frase é expressa sentido. As frases podem ser: interrogativas, afirmativas, negativas, exclamativas e imperativas.

Fatores na construção do texto – o texto enseja coerência, trabalhar com coesão.

A coerência é um fator importante para a estruturação do texto, no ponto em que não se podem contradizer as outras partes do texto. Na verdade o texto deve ser coerente em um todo.

A coesão é uma conexão interna entre as várias partes de um texto. A melhor forma de usar esta ferramenta e dispor de forma correta o uso da gramática.

Organização dos textos – primeiro buscar uma finalidade, depois decidir sobre uma sequência. As sequências dividem-se em: narrativas, descritivas, dissertativas, instrutivas e com diálogos.

Gêneros de textos – são grupos de textos com características e formatos parecidos. Dividem-se em: textos científicos, textos de correspondência, textos instrucionais, textos jornalísticos, textos literários, textos literários com o uso de linguagem visual e verbal e textos publicitários.

Textos científicos – são divulgações científicas. Podem ser lidos em periódicos científicos, em revistas, em livros didáticos, em dicionários e enciclopédias.

Textos de correspondência – com o objetivo de outra pessoa ler ou visualizar. Podem ser divididos em: bilhete, carta, cartão-postal, e-mail e telegrama.

Textos instrucionais – sugere a função apelativa da linguagem. Podem ser: bulas, folhetos explicativos, guias de cidades, instruções de provas, manuais de instruções, receitas de cozinha, regras de jogos etc.

Textos jornalísticos – podem ser: anúncios, cartas, editorial, entrevista, notícia e reportagens.

Textos literários – nos textos literários é usada a criatividade, o jogo de imagens e figuras. Dividem-se em: conto, crônica, fábula, novela, peça teatral, poema e romance.

Textos literários com o uso de linguagem visual e verbal – podem ser: charge, cartum, história em quadrinhos e tira.

Textos publicitários – o objetivo do texto é seduzir o leitor ou convencer o consumidor de algo. Características: o uso de vários adjetivos, verbos no imperativo (apelativos), argumentativo e o uso de metáforas.