Nelson Rodrigues

Por Cristiana Gomes
Nelson Rodrigues nasceu em 23 de agosto de 1912 e foi o quinto filho de uma prole de 14. É considerado um dos maiores dramaturgos brasileiros.

Suas obras são polêmicas e retratam a realidade da vida, talvez por esta razão ele seja alvo de críticas boas e ruins.

Entre os anos de 1941 e 1943, escreveu duas peças teatrais: “A mulher sem pecado” e “Vestido de Noiva”.

Levou uma vida cheia de tristezas: perdeu 3 irmãos, o pai, seu filho foi preso e sua filha nasceu cega, surda e muda. O próprio Nelson foi internado várias vezes com tuberculose.

As amarguras, podridões e tragédias da vida foram transformadas em peças e livros.
Usou uma linguagem simples e inovou os textos teatrais, por isso é considerado um renovador do teatro brasileiro.

Escreveu 17 peças, vários contos e 9 romances.

Obras

Peças
-Vestido de noiva (1943)
-A falecida (1953)
-Os sete gatinhos (1958)
-Boca de ouro (1959)
-Beijo no asfalto (1960)
-Toda nudez será castigada (1965)

Romances
- Meu destino é pecar (usando o pseudônimo Suzana Flag)
-O homem proibido (Suzana Flag).
-A mentira (Suzana Flag).
-Asfalto selvagem
- O casamento

Contos
-Cem contos escolhidos - A vida como ela é...
-A vida como ela é - O homem fiel e outros contos
-O óbvio ululante

Curiosidades
-Foi um dos melhores cronistas do país
-Era torcedor do Fluminense
-Trabalhou nos grandes jornais esportivos cariocas
-Algumas de suas obras foram assinadas com o pseudônimo Suzana Flag
-Com quase 14 anos, já era repórter policial do jornal “A Critica” fundado pelo seu pai.
-Em 1920, ganhou um concurso de redação na sua escola, o tema de sua história falava sobre adultério.
-Sua carreira jornalística começou em dezembro de 1925 como repórter policial
-As obras de Nelson Rodrigues foram adaptadas para a TV:
Engraçadinha – seus amores seus pecados virou série na Rede Globo no início dos anos 90. A protagonista foi interpretada por Alessandra Negrini (fase jovem) e Claudia Raia (fase adulta).
-A vida como ela é também foi apresentada no Fantástico, mais ou menos na mesma época.
-Nelson Rodrigues morreu em 21 de dezembro de 1980 de trombose e insuficiência respiratória e circulatória, depois de ter sofrido 7 paradas cardíacas.