Convulsão

Por Thais Pacievitch
Convulsão é a mudança súbita de comportamento provocada pelo excesso de atividade elétrica no cérebro. Dependendo da região do cérebro afetada, há uma grande variedade de sintomas em um ataque convulsivo, alguns deles podem causar desmaios, movimentos espasmódicos e tremedeiras pelo corpo.

As convulsões podem ser complexas (quando alteram a consciência) ou simples (quando não alteram a consciência). Elas também podem ser focais (quando afetam somente uma parte ou lado do corpo) ou generalizadas (quando afetam todo o corpo).

As manifestações mais frequentes dos ataques convulsivos são: perda da consciência; alteração da atividade motora ou no comportamento, sendo que o que mais chama a atenção é a forte e rítmica contração muscular, que pode danificar as extremidades do paciente.

É importante destacar que nem toda convulsão se deve à epilepsia, esta é apenas uma das muitas possibilidades. A exagerada descarga elétrica pode ter muitos motivos, por exemplo:

Depois de um ataque convulsivo, a maioria das vítimas cai em sono profundo, não se deve evitar que durmam. É possível que ao acordar continuem desorientadas por alguns momentos. Durante as convulsões não se deve tentar segurar a vítima, a fim de que ela não se mova, visto que ela não pode se controlar e não se dá conta do que está ocorrendo. Não se deve mover a pessoa acometida de convulsão, a não ser que esteja em perigo ou perto de algo perigoso. Não se deve ministrar nenhum remédio por via oral até a pessoa estar totalmente consciente e alerta.

O tratamento ideal consiste em descobrir e corrigir a causa específica que dá origem à convulsão. A suspeita do médico e a realização, em alguns casos, de testes complementares (exame de sangue; punção lombar; eletroencefalograma, etc.) que permitam o correto diagnóstico e, consequentemente o tratamento adequado.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.