Art Déco

A Art Déco – termo que deriva da língua francesa e nasce da expressão arts décoratifs – designa uma escola de natureza internacional que marca, no período que vai de 1925 até 1939, movimentos como a decoração, a arquitetura, o design interior e o desenho industrial, bem como a moda, as artes plásticas e gráficas, além do cinema, nos quais ela tem suas fontes principais.

Esta forma de expressão começa a ganhar forma e significação a partir da Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas, que tem lugar em Paris no ano de 1925. Ela está enraizada especialmente na escola conhecida como Art Nouveau, que trabalha mais com as linhas onduladas e sem simetria, baseando-se em formatos vegetais e em adornos com motivos florais. Ao contrário desta arte, porém, a Art Déco se vale de linhas retas ou esféricas, das figuras geométricas e do desenho de natureza abstrata.

Art Déco

Art Déco

Resumindo, a Art Déco nasceu da combinação de movimentos variados do princípio do século XX, tais como Construtivismo, Cubismo, Modernimo, Bauhaus, Art Nouveau e Futurismo. Esta escola, que está estreitamente conectada às características modernas e vanguardistas deste período, trabalha especialmente com imagens de animais e de esboços femininos, optando por uma expressão ‘clean e genuína’.

Movimentos que marcaram o início do século XX se aliaram para compor a Art Déco vigente em 1925 – entre eles o cubismo, a a abstração geométrica, o construtivismo e o futurismo.  Todas estas expressões modernistas, combinadas à cultura hindu, asteca, egípcia e oriental, bem como ao estilo do balé russo de Diaguilev, do Esprit Nouveau do arquiteto, urbanista e pintor francês Le Courbusier e da Companhia de Arte Francesa, imprimiram seus vestígios nos produtos Art Déco.

A princípio esta expressão artística está mais direcionada para a alta burguesia, que se beneficiou particularmente do final da Primeira Guerra, pois ela era confeccionada com matéria-prima mais dispendiosa, como, por exemplo, o jade, a laca e o marfim. Posteriormente, depois da mostra Art Déco no Metropolitan Museum de Nova York, em 1934, esta arte ganha um conteúdo mais acessível às massas e à produção em larga escala.

Com uma maior acessibilidade deste estilo às camadas populares, a Art Déco se dissemina mais e passa a integrar o dia-a-dia de cada um, seja na esfera da propaganda, nos utensílios de uso diário nas residências, seja nos acessórios femininos, no universo ‘fashion’, nos móveis, entre outros.

Desta forma a Art Déco se espalha por todo o continente europeu e pela América do Norte, insinuando-se pela esfera da música, do cinema hollywoodiano, da arquitetura, entre outros setores culturais. Portanto, apesar deste estilo começar a decair em meados dos anos 30, suas características remanescem na decoração de interiores, no ramo da edificação, bem como em outras esferas da produção.

Esta arte também está presente na criação do escultor brasileiro Victor Brecheret. Assim, este estilo pode ser encontrado igualmente neste país, especialmente no Rio de Janeiro, em vitrais, escadas, na Central do Brasil, no núcleo central da metrópole. Na Europa o ápice desta produção artística se deu na década de 20, e nos EUA ela seguiu ao longo dos anos 30.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Art_déco
http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=352
http://pt.wikipedia.org/wiki/Le_Corbusier
http://www.itaucultural.org.br/aplicExternas/enciclopedia_IC/index.cfm?fuseaction=artistas_biografia&cd_verbete=3500&cd_item=1&cd_idioma=28555